Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ANÁLISE DA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NA CIDADE DE CORRENTINA – BA POR MEIO DA ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL

Palavra-chaves: GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS, ESCASSEZ DE ÁGUA, ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL, , Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa
"2020-12-10 10:13:23"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 72917
    "edicao_id" => 148
    "trabalho_id" => 289
    "inscrito_id" => 878
    "titulo" => "ANÁLISE DA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NA CIDADE DE CORRENTINA – BA POR MEIO DA ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL"
    "resumo" => "A CIDADE DE CORRENTINA, LOCALIZADA NO OESTE BAIANO, POSSUI UMA GRANDE QUANTIDADE DE RIOS DENTRE OS QUAIS ESTÃO O RIO ARROJADO, RIO CORRENTINA E RIO CORRENTE, SENDO O ÚLTIMO AFLUENTE DO RIO SÃO FRANCISCO. ALÉM DISSO, NO OESTE BAIANO ESTÁ LOCALIZADO O AQUÍFERO URUCUIA, O PRINCIPAL MANANCIAL DA REGIÃO COM 120.000 KM² DE ÁREA. DESDE A DÉCADA DE 70, COM A CHEGADA DOS EMPRESÁRIOS DO AGRONEGÓCIO, A CIDADE ENFRENTA CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA EM MEIO À SITUAÇÃO DE ESCASSEZ HÍDRICA. NA PRESENTE PESQUISA FOI REALIZADO UM ESTUDO DA GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM CORRENTINA, E A METODOLOGIA BASEIA-SE NA ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL – ACC. INICIALMENTE FORAM IDENTIFICADOS E CLASSIFICADOS, DE ACORDO COM A PRIORIDADE DE AÇÃO, OS PROBLEMAS/TEMAS DE MAIOR RELEVÂNCIA PARA O ESTUDO, E POSTERIORMENTE FORAM REALIZADOS ENCADEAMENTOS COM AS PRINCIPAIS CAUSAS TÉCNICAS, POLÍTICO-GERENCIAIS E SOCIOECONÔMICO-CULTURAIS RELACIONADAS AOS PROBLEMAS. DOIS PROBLEMAS CRÍTICOS FORAM IDENTIFICADOS EM CORRENTINA: A “FALHA NO DESEMPENHO INSTITUCIONAL” CLASSIFICADO COMO PRIORITÁRIO E COM TENDÊNCIA DE PERSISTÊNCIA, E “CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA” TAMBÉM PRIORITÁRIO E COM TENDÊNCIA DE AGRAVAMENTO. POR MEIO DA ACC FOI POSSÍVEL CONCLUIR QUE A FALTA DE DEFINIÇÃO DE ESTRATÉGIAS PARA MITIGAR A ESCASSEZ HÍDRICA, AUSÊNCIA DE ARTICULAÇÃO ENTRE OS ÓRGÃOS DO SINGREH, FRAGILIDADE DO INEMA NA AUTORIZAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OUTORGAS, LIMITAÇÕES DAS INFORMAÇÕES DO ÚLTIMO A RESPEITO DA REALIDADE REGIONAL E DEFICIÊNCIA NA IMPLEMENTAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS FORAM AS PRINCIPAIS CAUSAS DO QUADRO DE ESCASSEZ HÍDRICA E CONSEQUENTEMENTE DOS CONFLITOS."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (Artigo Completo)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa"
    "palavra_chave" => "GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS, ESCASSEZ DE ÁGUA, ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL, , "
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV138_MD1_SA23_ID878_04112020220553.pdf"
    "created_at" => "2020-12-11 08:02:07"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RITA FLÁVIA RÉGIS QUEIROZ"
    "autor_nome_curto" => "FLÁVIA QUEIROZ"
    "autor_email" => "flaviarq18@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-do-v-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais do V CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2020
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2020"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "5fd21ef3c4d39_10122020101323.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2020-12-10 10:13:23"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 72917
    "edicao_id" => 148
    "trabalho_id" => 289
    "inscrito_id" => 878
    "titulo" => "ANÁLISE DA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NA CIDADE DE CORRENTINA – BA POR MEIO DA ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL"
    "resumo" => "A CIDADE DE CORRENTINA, LOCALIZADA NO OESTE BAIANO, POSSUI UMA GRANDE QUANTIDADE DE RIOS DENTRE OS QUAIS ESTÃO O RIO ARROJADO, RIO CORRENTINA E RIO CORRENTE, SENDO O ÚLTIMO AFLUENTE DO RIO SÃO FRANCISCO. ALÉM DISSO, NO OESTE BAIANO ESTÁ LOCALIZADO O AQUÍFERO URUCUIA, O PRINCIPAL MANANCIAL DA REGIÃO COM 120.000 KM² DE ÁREA. DESDE A DÉCADA DE 70, COM A CHEGADA DOS EMPRESÁRIOS DO AGRONEGÓCIO, A CIDADE ENFRENTA CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA EM MEIO À SITUAÇÃO DE ESCASSEZ HÍDRICA. NA PRESENTE PESQUISA FOI REALIZADO UM ESTUDO DA GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM CORRENTINA, E A METODOLOGIA BASEIA-SE NA ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL – ACC. INICIALMENTE FORAM IDENTIFICADOS E CLASSIFICADOS, DE ACORDO COM A PRIORIDADE DE AÇÃO, OS PROBLEMAS/TEMAS DE MAIOR RELEVÂNCIA PARA O ESTUDO, E POSTERIORMENTE FORAM REALIZADOS ENCADEAMENTOS COM AS PRINCIPAIS CAUSAS TÉCNICAS, POLÍTICO-GERENCIAIS E SOCIOECONÔMICO-CULTURAIS RELACIONADAS AOS PROBLEMAS. DOIS PROBLEMAS CRÍTICOS FORAM IDENTIFICADOS EM CORRENTINA: A “FALHA NO DESEMPENHO INSTITUCIONAL” CLASSIFICADO COMO PRIORITÁRIO E COM TENDÊNCIA DE PERSISTÊNCIA, E “CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA” TAMBÉM PRIORITÁRIO E COM TENDÊNCIA DE AGRAVAMENTO. POR MEIO DA ACC FOI POSSÍVEL CONCLUIR QUE A FALTA DE DEFINIÇÃO DE ESTRATÉGIAS PARA MITIGAR A ESCASSEZ HÍDRICA, AUSÊNCIA DE ARTICULAÇÃO ENTRE OS ÓRGÃOS DO SINGREH, FRAGILIDADE DO INEMA NA AUTORIZAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OUTORGAS, LIMITAÇÕES DAS INFORMAÇÕES DO ÚLTIMO A RESPEITO DA REALIDADE REGIONAL E DEFICIÊNCIA NA IMPLEMENTAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS FORAM AS PRINCIPAIS CAUSAS DO QUADRO DE ESCASSEZ HÍDRICA E CONSEQUENTEMENTE DOS CONFLITOS."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (Artigo Completo)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa"
    "palavra_chave" => "GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS, ESCASSEZ DE ÁGUA, ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL, , "
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV138_MD1_SA23_ID878_04112020220553.pdf"
    "created_at" => "2020-12-11 08:02:07"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RITA FLÁVIA RÉGIS QUEIROZ"
    "autor_nome_curto" => "FLÁVIA QUEIROZ"
    "autor_email" => "flaviarq18@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-do-v-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais do V CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2020
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2020"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "5fd21ef3c4d39_10122020101323.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2020-12-10 10:13:23"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 10 de dezembro de 2020

Resumo

A CIDADE DE CORRENTINA, LOCALIZADA NO OESTE BAIANO, POSSUI UMA GRANDE QUANTIDADE DE RIOS DENTRE OS QUAIS ESTÃO O RIO ARROJADO, RIO CORRENTINA E RIO CORRENTE, SENDO O ÚLTIMO AFLUENTE DO RIO SÃO FRANCISCO. ALÉM DISSO, NO OESTE BAIANO ESTÁ LOCALIZADO O AQUÍFERO URUCUIA, O PRINCIPAL MANANCIAL DA REGIÃO COM 120.000 KM² DE ÁREA. DESDE A DÉCADA DE 70, COM A CHEGADA DOS EMPRESÁRIOS DO AGRONEGÓCIO, A CIDADE ENFRENTA CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA EM MEIO À SITUAÇÃO DE ESCASSEZ HÍDRICA. NA PRESENTE PESQUISA FOI REALIZADO UM ESTUDO DA GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM CORRENTINA, E A METODOLOGIA BASEIA-SE NA ANÁLISE DE CADEIA CAUSAL – ACC. INICIALMENTE FORAM IDENTIFICADOS E CLASSIFICADOS, DE ACORDO COM A PRIORIDADE DE AÇÃO, OS PROBLEMAS/TEMAS DE MAIOR RELEVÂNCIA PARA O ESTUDO, E POSTERIORMENTE FORAM REALIZADOS ENCADEAMENTOS COM AS PRINCIPAIS CAUSAS TÉCNICAS, POLÍTICO-GERENCIAIS E SOCIOECONÔMICO-CULTURAIS RELACIONADAS AOS PROBLEMAS. DOIS PROBLEMAS CRÍTICOS FORAM IDENTIFICADOS EM CORRENTINA: A “FALHA NO DESEMPENHO INSTITUCIONAL” CLASSIFICADO COMO PRIORITÁRIO E COM TENDÊNCIA DE PERSISTÊNCIA, E “CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA” TAMBÉM PRIORITÁRIO E COM TENDÊNCIA DE AGRAVAMENTO. POR MEIO DA ACC FOI POSSÍVEL CONCLUIR QUE A FALTA DE DEFINIÇÃO DE ESTRATÉGIAS PARA MITIGAR A ESCASSEZ HÍDRICA, AUSÊNCIA DE ARTICULAÇÃO ENTRE OS ÓRGÃOS DO SINGREH, FRAGILIDADE DO INEMA NA AUTORIZAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OUTORGAS, LIMITAÇÕES DAS INFORMAÇÕES DO ÚLTIMO A RESPEITO DA REALIDADE REGIONAL E DEFICIÊNCIA NA IMPLEMENTAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS FORAM AS PRINCIPAIS CAUSAS DO QUADRO DE ESCASSEZ HÍDRICA E CONSEQUENTEMENTE DOS CONFLITOS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.