Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ESTUDO DAS MACROALGAS BENTÔNICAS OCORRENTES EM TRÊS PRAIAS DO PIAUÍ E SUA IMPORTÂNCIA AMBIENTAL

Palavra-chaves: MACROALGAS, LITORAL PIAUIENSE, PRESERVAÇÃO Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO AMBIENTAL
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7268
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1793
    "inscrito_id" => 3641
    "titulo" => "ESTUDO DAS MACROALGAS BENTÔNICAS OCORRENTES EM TRÊS PRAIAS DO PIAUÍ E SUA IMPORTÂNCIA AMBIENTAL"
    "resumo" => "As macroalgas são seres fotossintetizantes, eucariontes, que apresentam grande diversidade e riqueza. Elas estão classificadas em três filos: Chlorophyta, Heteronkontophyta (Phaeophyta) e Rhodophyta.  Podendo ser encontradas em ambientes costeiros, no mediolitoral ou infralitoral. No entanto, esses ecossistemas sofrem influência das atividades antrópicas que alteram as características dessas regiões. Dessa maneira, o presente trabalho teve por objetivo conhecer a diversidade da ficoflora do litoral piauiense, a fim divulgar e aplicar as informações obtidas, de modo que desperte as pessoas para a extrema importância desse ecossistema. Foram efetuadas três coletas em cada uma das praias: Barrinha, Macapá e Pedra do Sal, totalizando um nove coletas, as quais foram realizadas conforme metodologia rotineira, durante o período de maré baixa. O material ficológico coletado foi herborizado, estudado e identificado em laboratório. Para a identificação foram adotados alguns trabalhos, além da comparação morfológica com outros estudos ficológicos da região. A partir da análise das amostras das algas, foram obtidos 35 táxons distintos, sendo 17 Rodofíceas, 15 clorofíceas e três Feofíceas. Diante dos resultados obtidos, pode-se observar que estes são significativos, em relação ao avanço científico estadual, regional e nacional, e principalmente à futura aplicação dos dados na conscientização da população no que diz respeito à preservação do Meio Ambiente."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL"
    "palavra_chave" => "MACROALGAS, LITORAL PIAUIENSE, PRESERVAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_14_08_2014_15_41_41_idinscrito_3641_3b885df1687638a9a098ca46746fb3a1.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:25"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "TUANY KELLY CORREIA DE ASSIS"
    "autor_nome_curto" => "TUANY KELLY"
    "autor_email" => "tuany.kelly@gmail.com"
    "autor_ies" => "UFPI"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7268
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1793
    "inscrito_id" => 3641
    "titulo" => "ESTUDO DAS MACROALGAS BENTÔNICAS OCORRENTES EM TRÊS PRAIAS DO PIAUÍ E SUA IMPORTÂNCIA AMBIENTAL"
    "resumo" => "As macroalgas são seres fotossintetizantes, eucariontes, que apresentam grande diversidade e riqueza. Elas estão classificadas em três filos: Chlorophyta, Heteronkontophyta (Phaeophyta) e Rhodophyta.  Podendo ser encontradas em ambientes costeiros, no mediolitoral ou infralitoral. No entanto, esses ecossistemas sofrem influência das atividades antrópicas que alteram as características dessas regiões. Dessa maneira, o presente trabalho teve por objetivo conhecer a diversidade da ficoflora do litoral piauiense, a fim divulgar e aplicar as informações obtidas, de modo que desperte as pessoas para a extrema importância desse ecossistema. Foram efetuadas três coletas em cada uma das praias: Barrinha, Macapá e Pedra do Sal, totalizando um nove coletas, as quais foram realizadas conforme metodologia rotineira, durante o período de maré baixa. O material ficológico coletado foi herborizado, estudado e identificado em laboratório. Para a identificação foram adotados alguns trabalhos, além da comparação morfológica com outros estudos ficológicos da região. A partir da análise das amostras das algas, foram obtidos 35 táxons distintos, sendo 17 Rodofíceas, 15 clorofíceas e três Feofíceas. Diante dos resultados obtidos, pode-se observar que estes são significativos, em relação ao avanço científico estadual, regional e nacional, e principalmente à futura aplicação dos dados na conscientização da população no que diz respeito à preservação do Meio Ambiente."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL"
    "palavra_chave" => "MACROALGAS, LITORAL PIAUIENSE, PRESERVAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_14_08_2014_15_41_41_idinscrito_3641_3b885df1687638a9a098ca46746fb3a1.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:25"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "TUANY KELLY CORREIA DE ASSIS"
    "autor_nome_curto" => "TUANY KELLY"
    "autor_email" => "tuany.kelly@gmail.com"
    "autor_ies" => "UFPI"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

As macroalgas são seres fotossintetizantes, eucariontes, que apresentam grande diversidade e riqueza. Elas estão classificadas em três filos: Chlorophyta, Heteronkontophyta (Phaeophyta) e Rhodophyta. Podendo ser encontradas em ambientes costeiros, no mediolitoral ou infralitoral. No entanto, esses ecossistemas sofrem influência das atividades antrópicas que alteram as características dessas regiões. Dessa maneira, o presente trabalho teve por objetivo conhecer a diversidade da ficoflora do litoral piauiense, a fim divulgar e aplicar as informações obtidas, de modo que desperte as pessoas para a extrema importância desse ecossistema. Foram efetuadas três coletas em cada uma das praias: Barrinha, Macapá e Pedra do Sal, totalizando um nove coletas, as quais foram realizadas conforme metodologia rotineira, durante o período de maré baixa. O material ficológico coletado foi herborizado, estudado e identificado em laboratório. Para a identificação foram adotados alguns trabalhos, além da comparação morfológica com outros estudos ficológicos da região. A partir da análise das amostras das algas, foram obtidos 35 táxons distintos, sendo 17 Rodofíceas, 15 clorofíceas e três Feofíceas. Diante dos resultados obtidos, pode-se observar que estes são significativos, em relação ao avanço científico estadual, regional e nacional, e principalmente à futura aplicação dos dados na conscientização da população no que diz respeito à preservação do Meio Ambiente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.