Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EXPERIMENTAIS NO ENSINO DE CITOLOGIA

Palavra-chaves: CÉLULA, COMPREENSÃO, PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EXPERIMENTAIS Pôster (PO) MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7824
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1190
    "inscrito_id" => 4787
    "titulo" => "PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EXPERIMENTAIS NO ENSINO DE CITOLOGIA"
    "resumo" => "O processo ensino/aprendizagem é um grande e instigante desafio, sobretudo para aqueles conteúdos que requerem criatividade por parte dos/as educadores/as, como, por exemplo, o ensino de citologia é um deles por sua complexidade na visão dos estudantes, que sentem dificuldades em compreender não só o conceito de célula como outros conceitos biológicos. As práticas pedagógicas experimentais atuam como forma de facilitação da aprendizagem, por proporcionarem uma melhor assimilação dos conteúdos pelos/as estudantes.  O objetivo deste trabalho é avaliar o nível de conhecimento e interesse dos alunos/as de uma escola pública municipal, localizada em João Pessoa, PB, sobre o conteúdo de citologia, bem como sugerir aos educadores práticas que eliminem ou minimizem as dificuldades sentidas por eles. O trabalho caracteriza-se como sendo uma pesquisa qualitativa e quantitativa. A coleta de dados ocorreu através de um questionário contendo perguntas objetivas e subjetivas, o qual foi aplicado com estudantes da sétima série do ensino fundamental. A etapa do instrumento de coleta de dados constituiu-se de perguntas socioeconômicas e a segunda de indagações específicas sobre citologia. O mesmo foi respondido por um total de 60 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos. Acerca das questões socioeconômicas a maioria dos estudantes entrevistados/as possui renda familiar de um salário mínimo. Em relação a identidade etnicorracial a maioria são classificadas como de cor negra .Com relação ao conteúdo específico a 57,59% das adolescentes respondeu que o conteúdo de citologia não se aplica em seu cotidiano, já 50% dos adolescentes masculinos afirmaram que sim, mas não souberam qual a aplicabilidade.O presente trabalho realizou experimentos para a construção de vídeos educativos, tendo em vista a aproximação dos alunos com o conteúdo e uma melhor visualização da estrutura celular e demonstração da relação com outras áreas da biologia e com o cotidiano.Vivemos em uma época de constantes transformações, as informações multiplicam-se em grande velocidade e para que os estudantes sintam interesse em acompanharem tais mudanças há uma necessidade de se incentivar a busca por novos conhecimentos, sabendo-se que os educadores possuem o papel de auxiliarem na construção desses conhecimentos eles necessitam  de se utilizarem de estratégias inovadoras."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS"
    "palavra_chave" => "CÉLULA, COMPREENSÃO, PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EXPERIMENTAIS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_08_2014_21_27_15_idinscrito_4787_88db63792d889046b3639504c7691a07.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:27"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSILAINE DOS SANTOS SILVA"
    "autor_nome_curto" => "JOSILAINE"
    "autor_email" => "josilaynesilva@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7824
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1190
    "inscrito_id" => 4787
    "titulo" => "PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EXPERIMENTAIS NO ENSINO DE CITOLOGIA"
    "resumo" => "O processo ensino/aprendizagem é um grande e instigante desafio, sobretudo para aqueles conteúdos que requerem criatividade por parte dos/as educadores/as, como, por exemplo, o ensino de citologia é um deles por sua complexidade na visão dos estudantes, que sentem dificuldades em compreender não só o conceito de célula como outros conceitos biológicos. As práticas pedagógicas experimentais atuam como forma de facilitação da aprendizagem, por proporcionarem uma melhor assimilação dos conteúdos pelos/as estudantes.  O objetivo deste trabalho é avaliar o nível de conhecimento e interesse dos alunos/as de uma escola pública municipal, localizada em João Pessoa, PB, sobre o conteúdo de citologia, bem como sugerir aos educadores práticas que eliminem ou minimizem as dificuldades sentidas por eles. O trabalho caracteriza-se como sendo uma pesquisa qualitativa e quantitativa. A coleta de dados ocorreu através de um questionário contendo perguntas objetivas e subjetivas, o qual foi aplicado com estudantes da sétima série do ensino fundamental. A etapa do instrumento de coleta de dados constituiu-se de perguntas socioeconômicas e a segunda de indagações específicas sobre citologia. O mesmo foi respondido por um total de 60 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos. Acerca das questões socioeconômicas a maioria dos estudantes entrevistados/as possui renda familiar de um salário mínimo. Em relação a identidade etnicorracial a maioria são classificadas como de cor negra .Com relação ao conteúdo específico a 57,59% das adolescentes respondeu que o conteúdo de citologia não se aplica em seu cotidiano, já 50% dos adolescentes masculinos afirmaram que sim, mas não souberam qual a aplicabilidade.O presente trabalho realizou experimentos para a construção de vídeos educativos, tendo em vista a aproximação dos alunos com o conteúdo e uma melhor visualização da estrutura celular e demonstração da relação com outras áreas da biologia e com o cotidiano.Vivemos em uma época de constantes transformações, as informações multiplicam-se em grande velocidade e para que os estudantes sintam interesse em acompanharem tais mudanças há uma necessidade de se incentivar a busca por novos conhecimentos, sabendo-se que os educadores possuem o papel de auxiliarem na construção desses conhecimentos eles necessitam  de se utilizarem de estratégias inovadoras."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS"
    "palavra_chave" => "CÉLULA, COMPREENSÃO, PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EXPERIMENTAIS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_08_2014_21_27_15_idinscrito_4787_88db63792d889046b3639504c7691a07.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:27"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSILAINE DOS SANTOS SILVA"
    "autor_nome_curto" => "JOSILAINE"
    "autor_email" => "josilaynesilva@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O processo ensino/aprendizagem é um grande e instigante desafio, sobretudo para aqueles conteúdos que requerem criatividade por parte dos/as educadores/as, como, por exemplo, o ensino de citologia é um deles por sua complexidade na visão dos estudantes, que sentem dificuldades em compreender não só o conceito de célula como outros conceitos biológicos. As práticas pedagógicas experimentais atuam como forma de facilitação da aprendizagem, por proporcionarem uma melhor assimilação dos conteúdos pelos/as estudantes. O objetivo deste trabalho é avaliar o nível de conhecimento e interesse dos alunos/as de uma escola pública municipal, localizada em João Pessoa, PB, sobre o conteúdo de citologia, bem como sugerir aos educadores práticas que eliminem ou minimizem as dificuldades sentidas por eles. O trabalho caracteriza-se como sendo uma pesquisa qualitativa e quantitativa. A coleta de dados ocorreu através de um questionário contendo perguntas objetivas e subjetivas, o qual foi aplicado com estudantes da sétima série do ensino fundamental. A etapa do instrumento de coleta de dados constituiu-se de perguntas socioeconômicas e a segunda de indagações específicas sobre citologia. O mesmo foi respondido por um total de 60 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos. Acerca das questões socioeconômicas a maioria dos estudantes entrevistados/as possui renda familiar de um salário mínimo. Em relação a identidade etnicorracial a maioria são classificadas como de cor negra .Com relação ao conteúdo específico a 57,59% das adolescentes respondeu que o conteúdo de citologia não se aplica em seu cotidiano, já 50% dos adolescentes masculinos afirmaram que sim, mas não souberam qual a aplicabilidade.O presente trabalho realizou experimentos para a construção de vídeos educativos, tendo em vista a aproximação dos alunos com o conteúdo e uma melhor visualização da estrutura celular e demonstração da relação com outras áreas da biologia e com o cotidiano.Vivemos em uma época de constantes transformações, as informações multiplicam-se em grande velocidade e para que os estudantes sintam interesse em acompanharem tais mudanças há uma necessidade de se incentivar a busca por novos conhecimentos, sabendo-se que os educadores possuem o papel de auxiliarem na construção desses conhecimentos eles necessitam de se utilizarem de estratégias inovadoras.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.