Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 205
DÚVIDAS ACERCA DA SEXUALIDADE DE ALUNOS DO 8º ANO DO FUNDAMENTAL II DE ESCOLAS ESTADUAIS DE PARELHAS-RN

Palavra-chaves: ESCOLA, SEXUALIDADE, PROFISSIONAIS DA SAÚDE Pôster (PO) GÊNERO, SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

DÚVIDAS ACERCA DA SEXUALIDADE DE ALUNOS DO 8º ANO DO FUNDAMENTAL II DE ESCOLAS ESTADUAIS DE PARELHAS-RNÉtel Rógere da Silva1Maria Lúcia da Silva Gomes2Regilene Alves Portela3Rondinelli Santos Oliveira4RESUMOA sexualidade é algo inerente ao ser vivo, afinal garante a perpetuação das espécies por meio da reprodução, mais especificadamente no ser humano onde além da função reprodutiva ela desempenha papel importante nos relacionamentos e afetos entre os casais – características dos seres racionais. O tema ainda é pouco abordado no seio familiar que deveria ser a primeira a orientar nossas crianças e jovens, isso devido à falta de preparo dos pais com relação ao tema, formando um ciclo que deve ser quebrado os pais não foram orientados por isso não orientam e assim sucessivamente. Nesse caso a escola mais uma vez traz para si essa função orientar os seus alunos na questão sexual, mas novamente nessas instituições há problemas ao abordar tal tema a falta de desenvoltura por parte dos professores onde muitos não se acham preparados para vencerem os preconceitos e discorrerem sobre o tema, nesses casos pode-se lançar mão de uma opção que é de explorar a mão de obra dos profissionais da saúde que poderão trabalhar com mais desenvoltura junto aos alunos, pois está dentro da área de formação profissional. Objetiva-se classificar as perguntas sobre sexualidade realizadas pelos alunos do 8º ano do fundamental II de três escolas da rede pública da cidade de Parelhas no ano de 2014. Percebemos que os questionamentos são muito variados destacando-se: gravidez, DST, Planejamento Familiar e Primeira relação sexual. Diante disso deve-se traçar os direcionamentos levando-se sempre em conta as curiosidades dos alunos. Pois quando se trabalho nessa perspectiva notamos que o aprendizado acontece e com isso poderá haver uma mudança no modo de se ver e viver o mundo, contribuindo para uma vivência da sexualidade saudável, sem traumas ou preconceitos.Palavras-chaves: Escola, Sexualidade, Profissionais da Saúde

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.