Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 223
APRENDENDO SOBRE A CULTURA NORDESTINA ATRAVÉS DA DANÇA

Palavra-chaves: DANÇA, ENSINO-APRENDIZAGEM, CULTURA Pôster (PO) LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Introdução: Considerando que um dos objetivos da educação seja o desenvolvimento dos aspectos afetivos e sociais, a dança tem sido um dos meios usados no ambiente escolar a fim de alcançar este objetivo. Também é responsável por desenvolver a concentração, criatividade e favorecer a inclusão e interação. Objetivo: o presente trabalho tem por escopo verificar como a dança pode auxiliar no processo ensino-aprendizagem, bem como as contribuições para o educando. Metodologia: Utilizamos uma pesquisa bibliográfica e uma pesquisa descritiva. Realizamos uma revisão bibliográfica de LABAN (1990) e os estudos voltados ao processo de aprendizagem de VYGOTSKY e PIAGET. Também fizemos uma pesquisa descritiva através da aplicação do projeto “Um giro pela cultura nordestina”, realizado numa escola privada na cidade de Campina Grande,Paraíba, com alunos de ambos os sexos, da educação infantil e ensino fundamental I. Tal projeto foi realizado em duas etapas, sendo a primeira o ensino da cultura nordestina na sala de aula e a segunda nas atividades de dança, onde cada turma ensaiou e apresentou a dança típica de um Estado do Nordeste. Resultados: Constatamos que os educandos conseguiram apreender de forma significativa os ensinos sobre a cultura nordestina de um modo geral, de tal forma que conseguiram narrar sem dificuldades sobre cada Estado. Evidenciamos a evolução do domínio corporal e a expressividade, além de percebermos como os alunos com necessidades especiais estavam bem inteirados não apenas com as coreografias, mas com os demais colegas. Conclusão: Conclui-se que a dança, por ser uma linguagem universal, contribui de forma significativa para o desenvolvimento cognitivo, motor e afetivo do educando das mais variadas faixas etárias, além de ser agente motivador no processo educativo. Portanto cabe ao professor desmistificar a ideia de que esta serve apenas como entretenimento e utilizar mais este meio como forma pedagógica.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.