Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 217
A EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO NA CONTEMPORANEIDADE: UM DIÁLOGO NAS VOZES DE ADORNO, KANT E MÉSZÁROS

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO, EMANCIPAÇÃO, FILOSOFIA Comunicação Oral (CO) FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Vivemos numa era planetária marcada por crises nos contextos político, econômico, social e cultural, considerando os desafios da sociedade impostos ao homem contemporâneo como complexos. O processo de globalização e a mudança de paradigmas levam a necessidade de repensarmos o papel da educação para a formação desta sociedade. É depositada na educação toda a confiança de formação para a liberdade e emancipação do sujeito. Compreendendo que é por meio da educação que o homem pode ser tornar um sujeito crítico, reflexivo e não alienado, este trabalho tem como objetivo compreender nas vozes de Adorno, Kant e Mésáros qual o ideal de educação para a emancipação na compreensão desenvolvida por cada um desses teóricos. Para esta pesquisa de natureza qualitativa do tipo bibliográfica utilizamos o aporte teórico de Antunes (2012) que analisa a proposta de educação em Mészáros, Jaehn (2005) que desenvolve a concepção de educação para a emancipação em Adorno e Pinheiro (2007) que trata do ideário de Kant sobre a prática da liberdade na educação moral. Reconhecemos que é por meio da Educação que o homem se torna um sujeito livre, sendo que a liberdade possibilita a emancipação social, a participação ativa e autônoma do homem na sociedade. Cabe à educação libertar, emancipar o sujeito contra a barbárie, ideal desenvolvido por Adorno; transmitindo os valores da moral, da ética e da disciplina em Kant; promovendo uma educação que liberte o sujeito do trabalho alienado, para além da lógica do capital, superando os modelos reprodutivos possibilitados pela sociedade capitalista segundo o pensamento de Mészáros.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.