Artigo E-book IV DESFAZENDO GÊNERO

E-books

ISBN: 978-65-86901-06-1

Visualizações: 277
CORPO CONTRASSEXUAL: ESCRITURAS NA PELE COMO FIGURINO

Palavra-chaves: NUDEZ, PELE, ESCRITURAS, , E-book ST 06: CORPOS TRANSGRESSORES EM RESISTÊNCIAS E POÉTICAS EXISTENCIAIS

Resumo

PARTINDO DO ESTUDO DA INSTAURAÇÃO CÊNICA CORPO LIVRE, DO CRUOR ARTE CONTEMPORÂNEA, COLIGAÇÃO DE PRÁTICA DA CENA DO NÚCLEO TRANSDISCIPLINAR DE PESQUISAS EM ARTES CÊNICAS E ESPETACULARES DA UFRN; A SEGUINTE PESQUISA DE MESTRADO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DA UFRN TEM COMO PROPOSTA UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O ENTENDIMENTO DA PELE COMO FIGURINO, ESTUDADO POR SALLES (2013), POIS SE FAZ NECESSÁRIO PERCEBER O USO DA PELE COMO UMA LINGUAGEM ARTÍSTICA. POR MEIO DO CONTEXTO EM QUE A OBRA É PENSADA E REALIZADA PODEMOS PERCEBER A NUDEZ DE FORMA DIFERENCIADA DA PERCEPÇÃO QUE LHE É ASSOCIADA: COMO ALGO OFENSIVO OU SEXUALIZADO. NA BUSCA POR UM OLHAR DIFERENCIADO, ABORDAMOS A PRÁTICA DISSERTATIVA, EM QUE OS ESPECTADORES ESCREVERAM NA PELE DO ARTISTA, COM INTUITO DE LEVANTAR QUESTIONAMENTOS QUE ENVOLVEM O NU ARTÍSTICO, SEUS ENTRAVES E A PERSEGUIÇÃO SOFRIDA POR ARTISTA QUE REALIZAM OBRAS COM NUDEZ. A PELE COMO FIGURINO PODE AJUDAR O ARTISTA À ENTENDER A NUDEZ NÃO COMO EXIBIÇÃO ÍNTIMA, MAS COMO UM ELEMENTO POÉTICO E QUESTIONADOR DAQUILO PROPOSTO PELA OBRA.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.