Artigo E-book IV DESFAZENDO GÊNERO

E-books

ISBN: 978-65-86901-06-1

Visualizações: 410
A FAMÍLIA E A HETEROSSEXUALIDADE: A PRODUÇÃO DO CU COMO UMA ÁREA ERÓGENA

Palavra-chaves: INSTITUIÇÃO FAMILIAR, HETEROSSEXUALIDADE, CU, , E-book ST 03: CORPOS DESCONFORMES E POLÍTICAS DE RESISTÊNCIAS NAS SOCIABILIDADES EXCLUDENTES

Resumo

O PRESENTE TRABALHO BUSCA INVESTIGAR OS MECANISMOS NORMALIZADORES DA HETEROSSEXUALIDADE COMPULSÓRIA NO SEIO FAMILIAR, PRINCIPALMENTE, NO QUE SE REFERE À FORMALIZAÇÃO DE UMA VISÃO NUCLEAR TRADICIONAL, CONSTITUÍDA PELO BINARISMO DE GÊNERO: HOMEM/MULHER, COMPOSTO POR PAI/MÃE/FILHO(A), IMPREGNADA PELA HETERONORMATIVIDADE, ONDE NORMALMENTE VERBERA PRINCÍPIOS DE PROCRIAÇÃO, DE LAÇOS BIOLÓGICOS E DA CONDENAÇÃO DE DETERMINADAS PRÁTICAS SEXUAIS, POR EXEMPLO, A PRÁTICA ANAL. DESTA FORMA, PARA DAR SUSTENTAÇÃO A DISCUSSÃO TECIDA AQUI, SEGUI OS PRECEITOS DA PESQUISA EXPLANATÓRIA, OU SEJA, POR MEIO DA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA, QUE, SEGUNDO GIL (2008), É DESENVOLVIDA DIANTE DE MATERIAL JÁ ELABORADO, CONSTITUÍDO DE LIVROS E ARTIGOS CIENTÍFICOS. ASSIM, SERÁ ATRAVÉS DOS APORTES TEÓRICOS DE LÉVI-STRAUSS (1976) SOBRE FAMÍLIA, DE JUDITH BUTLER (2017) SOBRE HETEROSSEXUALIDADE COMPULSÓRIA, DE MICHEL FOUCAULT (2017; 2018) SOBRE DISCURSO, E SEXUALIDADE, E DE PAUL PRECIADO (2017; 2018) E JAVIER SAEZ (2016) SOBRE O CU COMO ÁREA ERÓGENA, QUE PRETENDEMOS TRAZER À TONA O NÚCLEO FAMILIAR TRADICIONAL, FORMADO POR MARIDO/ESPOSA/FILHO(A), COMO CONSTITUÍDO PELOS EFEITOS DISCURSIVOS DA POLÍTICA HETEROSSEXUAL, TENDO POR INTENÇÃO INSTAURAR TABUS A TUDO AQUILO QUE FOMENTA A DESESTRUTURA DESSE SISTEMA: TRATAM DE INVESTIR DE DISCURSOS NEGATIVOS AO PRAZER ANAL E AO CU PENETRADO DENTRO DO ÂMBITO FAMILIAR, UMA VEZ QUE O CU DESESTABILIZA O SISTEMA HETEROSSEXISTA.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.