Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

SER MULHER PROFESSORA DE INFORMÁTICA: A TRAJETÓRIA PROFISSIONAL DE PROFESSORAS DE INFORMÁTICA DO IFRN

Palavra-chaves: DOCÊNCIA, IFRN, PROFESSORA DE INFORMÁTICA, TRAJETÓRIA ACADÊMICO-PROFISSIONAL Comunicação Oral (CO) GT 07 - Gênero, Sexualidade e Educação Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

ESTE ARTIGO É BASEADO NA PESQUISA APRESENTADA NO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO INTITULADO “ANÁLISE DA TRAJETÓRIA DAS PROFESSORAS DE INFORMÁTICA DO IFRN EM NATAL E REGIÃO METROPOLITANA” DESENVOLVIDO PELA AUTORA. A PESQUISA PARTIU DE UMA INQUIETAÇÃO A RESPEITO DA POUCA QUANTIDADE DE PROFESSORAS DO IFRN NA ÁREA DE INFORMÁTICA, O QUE LEVOU AO QUESTIONAMENTO: A TRAJETÓRIA ACADÊMICO-PROFISSIONAL INFLUENCIA NA ESCOLHA DA PROFISSÃO DA PROFESSORA DE INFORMÁTICA? COMPREENDENDO QUE O GÊNERO NÃO É DEFINIDO BIOLOGICAMENTE, MAS TOMANDO-O COMO UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL, E ENTENDENDO QUE HÁ UMA INFLUÊNCIA DE GÊNERO NA ESCOLHA PROFISSIONAL, A PESQUISA TEVE COMO OBJETIVO COMPREENDER COMO A TRAJETÓRIA ACADÊMICO-PROFISSIONAL INFLUENCIA NO TOCANTE A ESCOLHA DA PROFISSÃO DAS PROFESSORAS DE INFORMÁTICA DO IFRN. A PRINCÍPIO, FOI REALIZADO UM LEVANTAMENTO QUANTITATIVO COM O ÚNICO OBJETIVO DE CONSTATAR A HIPÓTESE COM RELAÇÃO A POUCA QUANTIDADE DE PROFESSORAS DE INFORMÁTICA. APÓS CONFIRMAÇÃO DA HIPÓTESE, FORAM SELECIONADAS 5 PROFESSORAS DE INFORMÁTICA PARA REALIZAR ENTREVISTA DE CARÁTER SEMIESTRUTURADO. A METODOLOGIA ESCOLHIDA PARA ANÁLISE DE DADOS FOI A ANÁLISE DE CONTEÚDO DE LAURENCE BARDIN. OS RESULTADOS APONTARAM DISCRIMINAÇÃO DE GÊNERO NA ESCOLHA BEM COMO NA PERMANÊNCIA DE MULHERES NA ÁREA DE INFORMÁTICA, EM ÂMBITO ACADÊMICO E PROFISSIONAL.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.