Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

AUTISMO E INCLUSÃO: A PERCEPÇÃO DE UM GRUPO DE DOCENTES ACERCA DA INCLUSÃO DO ALUNO AUTISTA NA REDE MUNICIPAL EM TERESINA-PIAUÍ

Palavra-chaves: PROFESSORES, INCLUSÃO, AUTISMO, PERCEPÇÃO Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade
"2019-10-24 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 59356
    "edicao_id" => 112
    "trabalho_id" => 2525
    "inscrito_id" => 11929
    "titulo" => "AUTISMO E INCLUSÃO: A PERCEPÇÃO DE UM GRUPO DE DOCENTES ACERCA DA INCLUSÃO DO ALUNO AUTISTA NA REDE MUNICIPAL EM TERESINA-PIAUÍ"
    "resumo" => "DENTRO DO PROCESSO INCLUSIVO BRASILEIRO, EXISTE O CASO ESPECÍFICO DA INCLUSÃO DO ALUNO AUTISTA, OCORRIDO MAIS POTENCIALMENTE NESTE NOVO MILÊNIO NO BRASIL, O QUE MARCA UM AUMENTO SIGNIFICATIVO DA INSERÇÃO ESCOLAR. ESSES SÃO MOTIVOS IMPORTANTES PARA QUE A SUA ESCOLARIZAÇÃO SEJA CADA VEZ MAIS PESQUISADA E REFLETIDA, EM ESPECIAL COMO SE DÁ A PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES DENTRO DESSE PROCESSO. BUSCOU-SE INVESTIGAR O COTIDIANO DA INCLUSÃO DE ALUNOS COM AUTISMO NAS CLASSES REGULARES NA CIDADE DE TERESINA - PIAUÍ, PARTINDO DA ÓTICA DOS EDUCADORES. COMO MÉTODO, UTILIZOU-SE A PESQUISA DE CUNHO QUALITATIVO, BUSCANDO ANALISAR A PERCEPÇÃO DE UM GRUPO DE PROFESSORES SOBRE A INCLUSÃO DESSES ALUNOS, ESTANDO ESTES LOTADOS EM 10 ESCOLAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DE DIFERENTES BAIRROS DA CIDADE, ONDE FORAM ENTREVISTADOS, COMO AMOSTRA, 12 PROFESSORES. VERIFICOU-SE QUE OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO SOCIAL SÃO MARCANTES E CONTÍNUOS E A FALTA DE CONHECIMENTO E PREPARO DOS PROFESSORES PARA LIDAR COM O ALUNO AUTISTA FICOU EVIDENCIADA NA MAIORIA DAS FALAS. CONCLUIU-SE QUE A INCLUSÃO NÃO CABE NO PARADIGMA TRADICIONAL EXISTENTE DA EDUCAÇÃO, REQUER UM MODELO DIFERENTE DAS PROPOSTAS E PRÁTICAS EXISTENTES. ESSA PROPOSTA DIFERENCIADA PARTE PELA REFORMULAÇÃO DOS CONHECIMENTOS, EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DESSES PROFISSIONAIS E PERPASSA POR UMA FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA QUE OFEREÇA SUPORTE PARA LIDAR E PARA PRATICAR A INCLUSÃO DE FATO."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "PROFESSORES, INCLUSÃO, AUTISMO, PERCEPÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV127_MD1_SA11_ID11929_21082019190518.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:55"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAYCON RANGEL ABREU FERREIRA"
    "autor_nome_curto" => "MAYCON RANGEL"
    "autor_email" => "maycon.ferreira@ifma.edu."
    "autor_ies" => "IFMA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais VI CONEDU"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2019"
    "edicao_logo" => "5e4a032588ba0_17022020000613.png"
    "edicao_capa" => "5f184577153da_22072020105607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-10-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 59356
    "edicao_id" => 112
    "trabalho_id" => 2525
    "inscrito_id" => 11929
    "titulo" => "AUTISMO E INCLUSÃO: A PERCEPÇÃO DE UM GRUPO DE DOCENTES ACERCA DA INCLUSÃO DO ALUNO AUTISTA NA REDE MUNICIPAL EM TERESINA-PIAUÍ"
    "resumo" => "DENTRO DO PROCESSO INCLUSIVO BRASILEIRO, EXISTE O CASO ESPECÍFICO DA INCLUSÃO DO ALUNO AUTISTA, OCORRIDO MAIS POTENCIALMENTE NESTE NOVO MILÊNIO NO BRASIL, O QUE MARCA UM AUMENTO SIGNIFICATIVO DA INSERÇÃO ESCOLAR. ESSES SÃO MOTIVOS IMPORTANTES PARA QUE A SUA ESCOLARIZAÇÃO SEJA CADA VEZ MAIS PESQUISADA E REFLETIDA, EM ESPECIAL COMO SE DÁ A PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES DENTRO DESSE PROCESSO. BUSCOU-SE INVESTIGAR O COTIDIANO DA INCLUSÃO DE ALUNOS COM AUTISMO NAS CLASSES REGULARES NA CIDADE DE TERESINA - PIAUÍ, PARTINDO DA ÓTICA DOS EDUCADORES. COMO MÉTODO, UTILIZOU-SE A PESQUISA DE CUNHO QUALITATIVO, BUSCANDO ANALISAR A PERCEPÇÃO DE UM GRUPO DE PROFESSORES SOBRE A INCLUSÃO DESSES ALUNOS, ESTANDO ESTES LOTADOS EM 10 ESCOLAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DE DIFERENTES BAIRROS DA CIDADE, ONDE FORAM ENTREVISTADOS, COMO AMOSTRA, 12 PROFESSORES. VERIFICOU-SE QUE OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO SOCIAL SÃO MARCANTES E CONTÍNUOS E A FALTA DE CONHECIMENTO E PREPARO DOS PROFESSORES PARA LIDAR COM O ALUNO AUTISTA FICOU EVIDENCIADA NA MAIORIA DAS FALAS. CONCLUIU-SE QUE A INCLUSÃO NÃO CABE NO PARADIGMA TRADICIONAL EXISTENTE DA EDUCAÇÃO, REQUER UM MODELO DIFERENTE DAS PROPOSTAS E PRÁTICAS EXISTENTES. ESSA PROPOSTA DIFERENCIADA PARTE PELA REFORMULAÇÃO DOS CONHECIMENTOS, EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DESSES PROFISSIONAIS E PERPASSA POR UMA FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA QUE OFEREÇA SUPORTE PARA LIDAR E PARA PRATICAR A INCLUSÃO DE FATO."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "PROFESSORES, INCLUSÃO, AUTISMO, PERCEPÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV127_MD1_SA11_ID11929_21082019190518.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:55"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAYCON RANGEL ABREU FERREIRA"
    "autor_nome_curto" => "MAYCON RANGEL"
    "autor_email" => "maycon.ferreira@ifma.edu."
    "autor_ies" => "IFMA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais VI CONEDU"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2019"
    "edicao_logo" => "5e4a032588ba0_17022020000613.png"
    "edicao_capa" => "5f184577153da_22072020105607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-10-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

DENTRO DO PROCESSO INCLUSIVO BRASILEIRO, EXISTE O CASO ESPECÍFICO DA INCLUSÃO DO ALUNO AUTISTA, OCORRIDO MAIS POTENCIALMENTE NESTE NOVO MILÊNIO NO BRASIL, O QUE MARCA UM AUMENTO SIGNIFICATIVO DA INSERÇÃO ESCOLAR. ESSES SÃO MOTIVOS IMPORTANTES PARA QUE A SUA ESCOLARIZAÇÃO SEJA CADA VEZ MAIS PESQUISADA E REFLETIDA, EM ESPECIAL COMO SE DÁ A PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES DENTRO DESSE PROCESSO. BUSCOU-SE INVESTIGAR O COTIDIANO DA INCLUSÃO DE ALUNOS COM AUTISMO NAS CLASSES REGULARES NA CIDADE DE TERESINA - PIAUÍ, PARTINDO DA ÓTICA DOS EDUCADORES. COMO MÉTODO, UTILIZOU-SE A PESQUISA DE CUNHO QUALITATIVO, BUSCANDO ANALISAR A PERCEPÇÃO DE UM GRUPO DE PROFESSORES SOBRE A INCLUSÃO DESSES ALUNOS, ESTANDO ESTES LOTADOS EM 10 ESCOLAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DE DIFERENTES BAIRROS DA CIDADE, ONDE FORAM ENTREVISTADOS, COMO AMOSTRA, 12 PROFESSORES. VERIFICOU-SE QUE OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO SOCIAL SÃO MARCANTES E CONTÍNUOS E A FALTA DE CONHECIMENTO E PREPARO DOS PROFESSORES PARA LIDAR COM O ALUNO AUTISTA FICOU EVIDENCIADA NA MAIORIA DAS FALAS. CONCLUIU-SE QUE A INCLUSÃO NÃO CABE NO PARADIGMA TRADICIONAL EXISTENTE DA EDUCAÇÃO, REQUER UM MODELO DIFERENTE DAS PROPOSTAS E PRÁTICAS EXISTENTES. ESSA PROPOSTA DIFERENCIADA PARTE PELA REFORMULAÇÃO DOS CONHECIMENTOS, EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DESSES PROFISSIONAIS E PERPASSA POR UMA FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA QUE OFEREÇA SUPORTE PARA LIDAR E PARA PRATICAR A INCLUSÃO DE FATO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.