Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA IDENTIFICAÇÃO DAS NECESSIDADES DO PACIENTE NO PÓS-OPERATÓRIO DE CIRURGIAS CARDÍACAS

Palavra-chaves: CIRURGIAS CARDÍACAS, PÓS-OPERATÓRIO, DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM Pôster (PO) Enfermagem Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

INTRODUÇÃO: As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no Brasil. Apresentam caráter de cronicidade, podendo ser tratadas clínica ou cirurgicamente. O pós-operatório (PO) de cirurgias cardíacas, período durante o qual se observa e se assiste a recuperação do paciente em pós-anestésico e em pós-estresse cirúrgico, é marcado pela instabilidade do quadro clínico do paciente, sendo repleto de particularidades, principalmente por se tratar de um período de cuidado crítico. Dessa forma, o PO de cirurgia cardíaca exige da equipe de saúde observação contínua, tomada de decisão rápida e cuidado de alta complexidade. Os profissionais da equipe de enfermagem são os que compõem esta equipe em maior número e em tempo integral e prestam assistência direta ao paciente visando minimizar possíveis complicações, tais como alterações nos níveis pressóricos, arritmias e isquemias, além de manter o equilíbrio dos sistemas orgânicos, o alívio da dor e do desconforto. A prática assistencial pautada no método científico viabiliza a identificação e o atendimento das necessidades do paciente da melhor forma possível, por meio do processo de enfermagem. É destaque a possibilidade de ocorrência da dor no PO, que por seu caráter subjetivo, deve ser valorizada e avaliada cuidadosamente pelo enfermeiro, ressaltando a importância da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), que se operacionaliza por meio da aplicação do processo de enfermagem, considerando as variáveis múltiplas que podem repercutir negativamente na evolução do paciente. OBJETIVOS: Descrever as necessidades do paciente no pós-operatório de cirurgia cardíaca, bem como, os possíveis diagnósticos de enfermagem, identificadas pelos enfermeiros. METODOLOGIA: Foi utilizada como metodologia a revisão sistemática de artigos publicados em meio eletrônico, nas bases de dados Scielo e LILACS, que deveriam obedecer aos critérios de refinamento: tempo (entre os anos de 2005 e 2013), relevância para o estudo, ser escrito em língua portuguesa e tratar sobre os diagnósticos de enfermagem no PO de cirurgias cardíacas. RESULTADOS: Dentre os onze estudos pesquisados, oito atenderam aos critérios de inclusão. Nos estudos analisados, nota-se que é totalmente possível e indispensável a identificação das necessidades manifestadas pelos pacientes no período no PO de cirurgia cardíaca, a partir da observação dos enfermeiros, sendo destacadas as preocupações com as Necessidades Humanas Básicas, como sono, repouso e conforto, além de analgesia e controle da dor e, sobretudo, com os parâmetros hemodinâmicos do paciente. CONCLUSÃO: O cuidado de enfermagem é instituído de acordo com as necessidades dos pacientes, e podem variar de acordo com a fase do pós-operatório, se imediata, mediata ou tardia. Em sua maioria visam à manutenção do equilíbrio hemodinâmico do paciente e das suas funções vitais. Cabe aos enfermeiros promoverem o atendimento das necessidades dos pacientes, consideradas humanas e básicas, trabalhando na perspectiva da interdisciplinaridade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.