Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

Visualizações: 168
ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS CASOS DE HEPATITE C NOTIFICADOS NA PARAÍBA

Palavra-chaves: HEPATITE C, PARAÍBA, SINAN Tema Livre (TL) Saúde Pública

Resumo

A hepatite C é definida como uma doença infecciosa viral, contagiosa, causada pelo vírus da hepatite C (HCV). A principal via de transmissão do HCV é a parenteral (inoculação e transfusões sanguíneas). A prevalência do HCV no Brasil não é conhecida com precisão, porém estudos estimam que ela esteja entre 1% a 2% da população em geral. Os indivíduos considerados de risco são aqueles que receberam transfusões de sangue e/ou hemoderivados antes de 1992, usuários de drogas intravenosas, pessoas com tatuagens e piercings, alcoólatras, portadores de HIV, transplantados, hemodialisados, hemofílicos, presidiários e sexualmente promíscuos. Baseado na escassez de informações sobre os níveis de infecção pelo HCV no Brasil, esta pesquisa teve como objetivo realizar uma análise epidemiológica dos casos notificados desta doença viral no estado da Paraíba. Este estudo trata-se de uma pesquisa descritiva que visa analisar todos os casos de Hepatite C notificados pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), no estado da Paraíba durante os anos de 2009 e 2012. Para o desenvolvimento dessa pesquisa foram analisados os seguintes dados: idade, gênero, zona residencial e sorologia. No total foram registrados 270 casos de hepatite C, com prevalência para os pacientes com idade entre 40-59 anos (64%), do sexo masculino (59 %) e residente na zona urbana (94%). Além disso, a maior parte dos casos (93%) foi confirmada com o exame de sorologia utilizando o sangue dos pacientes infectados. Portanto, observou-se um alto índice de infecção por esta virose no estado da Paraíba, bem como, a necessidade de realização de campanhas de saúde pública visando minimizar esta realidade neste estado nordestino.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.