Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

Visualizações: 223
CARACTERIZAÇÃO DOS IDOSOS ATENDIDOS EM AMBULATÓRIO DO PÉ DIABÉTICO

Palavra-chaves: DIABETES MELLITUS, PÉ DIABÉTICO, QUALIDADE DE VIDA Comunicação Oral (CO) AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas à Pessoa Idosa Publicado em 26 de junho de 2019

Resumo

O OBJETIVO DESTE TRABALHO FOI CARACTERIZAR OS PACIENTES IDOSOS ATENDIDOS EM AMBULATÓRIO DE PÉ DIABÉTICO, DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO. ESTUDO DESCRITIVO, QUANTITATIVO, REALIZADO POR MEIO DE ENTREVISTAS EM UM HOSPITAL PÚBLICO DO INTERIOR DA PARAÍBA, COM 31 IDOSOS EM ATENDIMENTO AMBULATORIAL. A CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA MOSTROU PREDOMÍNIO DE IDOSOS DO SEXO MASCULINO (54,8%), COM IDADE ENTRE 60 A 70 ANOS (64,5%), BAIXA ESCOLARIDADE E RENDA, 64,5% POSSUÍAM DIAGNÓSTICO DE DIABETES HÁ MAIS DE SETE ANOS. OBSERVOU-SE MAIOR PREVALÊNCIA DO USO DE INSULINA, BAIXA FREQUÊNCIA DAS PRÁTICAS DE ATIVIDADE FÍSICA E DE DIETA ALIMENTAR PARA CONTROLE DA DOENÇA. DENTRE AS COMPLICAÇÕES TARDIAS DA DOENÇA, AS MAIS FREQUENTES FORAM: NEUROPATIA PERIFÉRICA (100%); RETINOPATIA (16,1%) E NEFROPATIA DIABÉTICA (9,7%). DIANTE DAS CONDIÇÕES DE SAÚDE DOS IDOSOS COM ÚLCERAS DECORRENTES DO PÉ DIABÉTICO, É IMPORTANTE QUE O PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM, COMPREENDA AS PARTICULARIDADES QUE ESSAS LESÕES ACARRETAM NA QUALIDADE DE VIDA DA PESSOA IDOSA, PRESTANDO UMA ASSISTÊNCIA INDIVIDUALIZADA E SISTEMATIZADA, PRINCIPALMENTE COM AÇÕES VOLTADAS PARA OS IDOSOS DE BAIXA RENDA E ESCOLARIDADE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.