Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

EFEITO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE ANTIBIÓTICOS CONTRA LINHAGENS DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS MDR

Palavra-chaves: SINERGISMO, β-LACTÂMICOS, AMINOGLICOSÍDEOS Pôster (PO) Farmacologia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5198
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 448
    "inscrito_id" => 1332
    "titulo" => "EFEITO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE ANTIBIÓTICOS CONTRA LINHAGENS DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS MDR"
    "resumo" => "Introdução: O uso de terapias combinadas de antibióticos é preferido em infecções nosocomiais provocadas por bactérias multirresistentes e tem demonstrado efeitos sinérgicos promissores na prática clínica. Dentre os antibióticos utilizados no combate a estas infecções encontram-se os betalactâmicos, compostos que englobam os carbapenêmicos e as cefalosporinas e possuem ação na parede celular bacteriana interferindo em sua reação de transpeptidação, deixando a célula bacteriana desprotegida. Além destes pode-se citar também os aminoglicosídeos, compostos que necessitam ser internalizados na célula bacteriana para produzirem efeito. Assim substância que facilitem essa internalização podem amplificar o ação dos aminoglicosídeos, melhorando sua atuação no combate a infecções nosocomiais. Objetivos: Investigar in vitro as possíveis interações entre antibióticos da classe dos aminoglicosídeos combinados a cefalosporinas e carbapenêmicos frente a linhagens multirresistentes de Staphylococcus aureus, provenientes de isolados clínicos da UTI do Hospital e Maternidade São Vicente de Paula Barbalha - CE. Metodologia: A avaliação da atividade antibacteriana dos antibióticos foi observada através da determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) pelo método da microdiluição. Foram realizados ensaios para verificar a possível ação sinérgica entre as aminoglicosídeos e as cefalosporinas e os carbapenêmicos, utilizando os aminoglicosídeos em uma concentração subinibitória. Resultados: Não houve interferência na atividade dos antibióticos, discordando de estudos prévios com Gram-positiva, que também demonstraram sinergismo quando à associação destes antibióticos. A resistência do S. aureus aos antibióticos tem sido desenvolvida desde a utilização do primeiro β-lactâmico, a penicilina, pela produção da β-lactamase codificada por plasmídeos. Conclusão: Estes dados contribuem com outros já existentes em bibliografias e poderão incentivar futuras pesquisas sobre os aspectos toxicológicos desta combinação. Ressalta-se que a utilização da politerapia no tratamento das diversas enfermidades tem contribuído significativamente para a melhora dos pacientes. Os novos estudos deveram pautar-se na utilização de outras linhagens bacterianas, além da utilizada no presente estudo, promovendo uma ampliação na perspectiva de resultados."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Farmacologia"
    "palavra_chave" => "SINERGISMO, β-LACTÂMICOS, AMINOGLICOSÍDEOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_12_03_2014_23_09_29_idinscrito_1332_41a95a712e8962a96dbd23f872e0ce80.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EMANUEL HORÁCIO PEREIRA DA CRUZ MATIAS LINHARES"
    "autor_nome_curto" => "EMANUEL HORÁCIO"
    "autor_email" => "emanuelhoracio@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5198
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 448
    "inscrito_id" => 1332
    "titulo" => "EFEITO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE ANTIBIÓTICOS CONTRA LINHAGENS DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS MDR"
    "resumo" => "Introdução: O uso de terapias combinadas de antibióticos é preferido em infecções nosocomiais provocadas por bactérias multirresistentes e tem demonstrado efeitos sinérgicos promissores na prática clínica. Dentre os antibióticos utilizados no combate a estas infecções encontram-se os betalactâmicos, compostos que englobam os carbapenêmicos e as cefalosporinas e possuem ação na parede celular bacteriana interferindo em sua reação de transpeptidação, deixando a célula bacteriana desprotegida. Além destes pode-se citar também os aminoglicosídeos, compostos que necessitam ser internalizados na célula bacteriana para produzirem efeito. Assim substância que facilitem essa internalização podem amplificar o ação dos aminoglicosídeos, melhorando sua atuação no combate a infecções nosocomiais. Objetivos: Investigar in vitro as possíveis interações entre antibióticos da classe dos aminoglicosídeos combinados a cefalosporinas e carbapenêmicos frente a linhagens multirresistentes de Staphylococcus aureus, provenientes de isolados clínicos da UTI do Hospital e Maternidade São Vicente de Paula Barbalha - CE. Metodologia: A avaliação da atividade antibacteriana dos antibióticos foi observada através da determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) pelo método da microdiluição. Foram realizados ensaios para verificar a possível ação sinérgica entre as aminoglicosídeos e as cefalosporinas e os carbapenêmicos, utilizando os aminoglicosídeos em uma concentração subinibitória. Resultados: Não houve interferência na atividade dos antibióticos, discordando de estudos prévios com Gram-positiva, que também demonstraram sinergismo quando à associação destes antibióticos. A resistência do S. aureus aos antibióticos tem sido desenvolvida desde a utilização do primeiro β-lactâmico, a penicilina, pela produção da β-lactamase codificada por plasmídeos. Conclusão: Estes dados contribuem com outros já existentes em bibliografias e poderão incentivar futuras pesquisas sobre os aspectos toxicológicos desta combinação. Ressalta-se que a utilização da politerapia no tratamento das diversas enfermidades tem contribuído significativamente para a melhora dos pacientes. Os novos estudos deveram pautar-se na utilização de outras linhagens bacterianas, além da utilizada no presente estudo, promovendo uma ampliação na perspectiva de resultados."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Farmacologia"
    "palavra_chave" => "SINERGISMO, β-LACTÂMICOS, AMINOGLICOSÍDEOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_12_03_2014_23_09_29_idinscrito_1332_41a95a712e8962a96dbd23f872e0ce80.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EMANUEL HORÁCIO PEREIRA DA CRUZ MATIAS LINHARES"
    "autor_nome_curto" => "EMANUEL HORÁCIO"
    "autor_email" => "emanuelhoracio@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Introdução: O uso de terapias combinadas de antibióticos é preferido em infecções nosocomiais provocadas por bactérias multirresistentes e tem demonstrado efeitos sinérgicos promissores na prática clínica. Dentre os antibióticos utilizados no combate a estas infecções encontram-se os betalactâmicos, compostos que englobam os carbapenêmicos e as cefalosporinas e possuem ação na parede celular bacteriana interferindo em sua reação de transpeptidação, deixando a célula bacteriana desprotegida. Além destes pode-se citar também os aminoglicosídeos, compostos que necessitam ser internalizados na célula bacteriana para produzirem efeito. Assim substância que facilitem essa internalização podem amplificar o ação dos aminoglicosídeos, melhorando sua atuação no combate a infecções nosocomiais. Objetivos: Investigar in vitro as possíveis interações entre antibióticos da classe dos aminoglicosídeos combinados a cefalosporinas e carbapenêmicos frente a linhagens multirresistentes de Staphylococcus aureus, provenientes de isolados clínicos da UTI do Hospital e Maternidade São Vicente de Paula Barbalha - CE. Metodologia: A avaliação da atividade antibacteriana dos antibióticos foi observada através da determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) pelo método da microdiluição. Foram realizados ensaios para verificar a possível ação sinérgica entre as aminoglicosídeos e as cefalosporinas e os carbapenêmicos, utilizando os aminoglicosídeos em uma concentração subinibitória. Resultados: Não houve interferência na atividade dos antibióticos, discordando de estudos prévios com Gram-positiva, que também demonstraram sinergismo quando à associação destes antibióticos. A resistência do S. aureus aos antibióticos tem sido desenvolvida desde a utilização do primeiro β-lactâmico, a penicilina, pela produção da β-lactamase codificada por plasmídeos. Conclusão: Estes dados contribuem com outros já existentes em bibliografias e poderão incentivar futuras pesquisas sobre os aspectos toxicológicos desta combinação. Ressalta-se que a utilização da politerapia no tratamento das diversas enfermidades tem contribuído significativamente para a melhora dos pacientes. Os novos estudos deveram pautar-se na utilização de outras linhagens bacterianas, além da utilizada no presente estudo, promovendo uma ampliação na perspectiva de resultados.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.