Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

Visualizações: 211
PRÁTICA EDUCATIVA ACERCA DO CONHECIMENTO DAS PUÉRPERAS SOBRE ALEITAMENTO MATERNO E AMAMENTAÇÃO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE, SAÚDE MATERNO- INFANTIL, ALEITAMENTO MATERNO Relato de Experiência(RE) Enfermagem Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

A educação popular em saúde é uma importante estratégia/instrumento de construção de conhecimento pelos atores envolvidos. Adentra no processo de trabalho e ações em saúde materno-infantil com o objetivo de desencadear uma ação política e educativa, na valorização e criação de espaços de troca cultural, dialógica e compartilhada pelos serviços de saúde. Constrói saberes na perspectiva de compreender o aleitamento materno enquanto maneira sábia e natural de vínculo e afeto e proteção e nutrição para a criança. O presente estudo tem como objetivo relatar a experiência com as puérperas diante o conhecimento sobre aleitamento materno e amamentação, mediante as necessidades encontradas no serviço assistido pelas acadêmicas de Enfermagem do Componente Curricular Estágio supervisionado I. Trata-se de um texto descritivo e de cunho qualitativo, do tipo relato de experiência que aborda a temática do aleitamento materno, discutida em forma de educação popular em saúde, em uma maternidade do Alto Oeste Potiguar. A atividade foi dividida em três momentos, sendo o primeiro constituído de dinâmica de socialização; o segundo, dinâmicas de discussão/diálogos sobre a temática; e por fim, a avaliação da atividade. Assim, foram possibilitadas orientações gerais e trocas de experiências com e entre as mulheres, sobre como estimular as mamas, como agir quando esse leite materno não pode ser oferecido, como elas podem ajudar na produção do leite e outros aspectos que somente foram possíveis mediante um vínculo e interação antes estabelecidos, e que depois repercutiram como forma de segurança a mãe e saúde ao bebê. Mediante a isso, foram possibilitadas pela prática da implementação a troca de experiências, maior aprendizado, participação dos profissionais do serviço de saúde, autonomia e confiança das puérperas, enfim, aspectos típicos que são proporcionados pela prática efetiva e satisfatória da educação popular em saúde. Portanto, pôde ser visto que a experiência possibilitou o crescimento, troca e construção de conhecimentos, aprendizagens e vivencias, visto que, a importância e continuidade das práticas educativas viabilizam o fortalecimento politico e social dos sujeitos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.