Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

VALORIZAÇÃO DO SABER POPULAR: A CRENÇA NO NONI COMO ANCORADOR DA CURA PARA O SUJEITO

Palavra-chaves: NONI, CURA, CANCER Relato de Experiência(RE) Psicologia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5122
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 449
    "inscrito_id" => 328
    "titulo" => "VALORIZAÇÃO DO SABER POPULAR: A CRENÇA NO NONI COMO ANCORADOR DA CURA PARA O SUJEITO"
    "resumo" => "Introdução: A Morinda Citrifolia, conhecida popularmente como Noni, é uma planta medicinal largamente utilizada na Polinésia, de onde se origina, para tratamentos de enfermidades como diabetes, artrites e câncer e tem se tornado cada vez mais conhecida e utilizada no Brasil. Seus fins terapêuticos são atribuídos a características antioxidantes, antimicrobianas, antiinflamatórias e, principalmente, imunomodulatórias. Ao lado disso, estudos realizados introduzem a possibilidade de que o Noni tenha ação no aumento das chances de cura do câncer, além da redução de efeitos secundários tóxicos da quimioterapia. Por sua vez, para além das comprovações científicas, o caráter tradicional e empírico através do qual é adquirido o saber acerca das plantas medicinais faz referência à forte crença atribuída a cura através destas. Objetivo: Refletir, através do relato de experiência de um idoso a representação simbólica feita por ele em torno do uso do Noni. Material e métodos: Trata-se de um Relato de Experiência oriundo de uma atividade de extensão no bairro das Malvinas - Campina Grande, PB. Resultados e discussões: Morador do bairro das Malvinas da cidade de Campina Grande - PB, com 59 anos, S.J. é aposentado e dono de uma pequena loja agregada à sua casa, onde comercializa e realiza diversos trabalhos a serviço da comunidade, dentre os quais, a distribuição do “suco do noni”. S.J. relata ter sido acometido por um câncer de garganta há dois anos, tendo realizado seis meses de quimioterapia, além de trinta e seis sessões de radioterapia, tempo durante o qual o mesmo diz ter sentido muitas dores. Ao final do tratamento, S.J. conheceu o Noni, e começou a fazer uso deste, notando que suas dores foram reduzidas a partir de então. Ao observar os benefícios alcançados e tendo atribuído grande parte da responsabilidade da cura do câncer ao Noni, faz uso diário da fruta e afirma que não deixará de fazê-lo. Vale ainda ressaltar que, ao ser questionado, S.J. afirma não ser simpático aos medicamentos alopáticos, por considerar que estes, ao serem por demais misturados com outros compostos, perdem as propriedades e funcionalidades de um composto natural. Após atribuição da cura ao uso do Noni, passou a distribuir o preparo que usou, suco de Uva e Noni, para a comunidade. Ressalta-se que nesse processo sua crença no tratamento aumentou e, atualmente, S.J. distribui o preparo para aproximadamente 20 pessoas da região, além de cidades circunvizinhas, e recusa-se a receber por este, uma vez que, segundo o mesmo, a fruta é uma benção de Deus, não tendo ele direito de cobrar por ela. Conclusão: A experiência em questão demonstra a importância dos saberes tradicionais, bem como o valor da manutenção destes, já que, atrelados à crença, podem trazer beneficios não apenas físicos, como emocionais, ao sujeito que deles faz uso. O apego à tradição renovou o sentido e os objetivos de vida do sujeito, levando-o a difundir os benefícios do Noni, formando uma rede de pessoas envolvidas pelo desejo de cura, nem sempre encontrado em terreno científico."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "NONI, CURA, CANCER"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_12_03_2014_23_11_05_idinscrito_328_0cbb9ee7c4e67f8037055b538fdecad1.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARIADNE MESSALINA BATISTA MEIRA"
    "autor_nome_curto" => "ARIADNE MEIRA"
    "autor_email" => "ariadne.messalina@gmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5122
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 449
    "inscrito_id" => 328
    "titulo" => "VALORIZAÇÃO DO SABER POPULAR: A CRENÇA NO NONI COMO ANCORADOR DA CURA PARA O SUJEITO"
    "resumo" => "Introdução: A Morinda Citrifolia, conhecida popularmente como Noni, é uma planta medicinal largamente utilizada na Polinésia, de onde se origina, para tratamentos de enfermidades como diabetes, artrites e câncer e tem se tornado cada vez mais conhecida e utilizada no Brasil. Seus fins terapêuticos são atribuídos a características antioxidantes, antimicrobianas, antiinflamatórias e, principalmente, imunomodulatórias. Ao lado disso, estudos realizados introduzem a possibilidade de que o Noni tenha ação no aumento das chances de cura do câncer, além da redução de efeitos secundários tóxicos da quimioterapia. Por sua vez, para além das comprovações científicas, o caráter tradicional e empírico através do qual é adquirido o saber acerca das plantas medicinais faz referência à forte crença atribuída a cura através destas. Objetivo: Refletir, através do relato de experiência de um idoso a representação simbólica feita por ele em torno do uso do Noni. Material e métodos: Trata-se de um Relato de Experiência oriundo de uma atividade de extensão no bairro das Malvinas - Campina Grande, PB. Resultados e discussões: Morador do bairro das Malvinas da cidade de Campina Grande - PB, com 59 anos, S.J. é aposentado e dono de uma pequena loja agregada à sua casa, onde comercializa e realiza diversos trabalhos a serviço da comunidade, dentre os quais, a distribuição do “suco do noni”. S.J. relata ter sido acometido por um câncer de garganta há dois anos, tendo realizado seis meses de quimioterapia, além de trinta e seis sessões de radioterapia, tempo durante o qual o mesmo diz ter sentido muitas dores. Ao final do tratamento, S.J. conheceu o Noni, e começou a fazer uso deste, notando que suas dores foram reduzidas a partir de então. Ao observar os benefícios alcançados e tendo atribuído grande parte da responsabilidade da cura do câncer ao Noni, faz uso diário da fruta e afirma que não deixará de fazê-lo. Vale ainda ressaltar que, ao ser questionado, S.J. afirma não ser simpático aos medicamentos alopáticos, por considerar que estes, ao serem por demais misturados com outros compostos, perdem as propriedades e funcionalidades de um composto natural. Após atribuição da cura ao uso do Noni, passou a distribuir o preparo que usou, suco de Uva e Noni, para a comunidade. Ressalta-se que nesse processo sua crença no tratamento aumentou e, atualmente, S.J. distribui o preparo para aproximadamente 20 pessoas da região, além de cidades circunvizinhas, e recusa-se a receber por este, uma vez que, segundo o mesmo, a fruta é uma benção de Deus, não tendo ele direito de cobrar por ela. Conclusão: A experiência em questão demonstra a importância dos saberes tradicionais, bem como o valor da manutenção destes, já que, atrelados à crença, podem trazer beneficios não apenas físicos, como emocionais, ao sujeito que deles faz uso. O apego à tradição renovou o sentido e os objetivos de vida do sujeito, levando-o a difundir os benefícios do Noni, formando uma rede de pessoas envolvidas pelo desejo de cura, nem sempre encontrado em terreno científico."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "NONI, CURA, CANCER"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_12_03_2014_23_11_05_idinscrito_328_0cbb9ee7c4e67f8037055b538fdecad1.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARIADNE MESSALINA BATISTA MEIRA"
    "autor_nome_curto" => "ARIADNE MEIRA"
    "autor_email" => "ariadne.messalina@gmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Introdução: A Morinda Citrifolia, conhecida popularmente como Noni, é uma planta medicinal largamente utilizada na Polinésia, de onde se origina, para tratamentos de enfermidades como diabetes, artrites e câncer e tem se tornado cada vez mais conhecida e utilizada no Brasil. Seus fins terapêuticos são atribuídos a características antioxidantes, antimicrobianas, antiinflamatórias e, principalmente, imunomodulatórias. Ao lado disso, estudos realizados introduzem a possibilidade de que o Noni tenha ação no aumento das chances de cura do câncer, além da redução de efeitos secundários tóxicos da quimioterapia. Por sua vez, para além das comprovações científicas, o caráter tradicional e empírico através do qual é adquirido o saber acerca das plantas medicinais faz referência à forte crença atribuída a cura através destas. Objetivo: Refletir, através do relato de experiência de um idoso a representação simbólica feita por ele em torno do uso do Noni. Material e métodos: Trata-se de um Relato de Experiência oriundo de uma atividade de extensão no bairro das Malvinas - Campina Grande, PB. Resultados e discussões: Morador do bairro das Malvinas da cidade de Campina Grande - PB, com 59 anos, S.J. é aposentado e dono de uma pequena loja agregada à sua casa, onde comercializa e realiza diversos trabalhos a serviço da comunidade, dentre os quais, a distribuição do “suco do noni”. S.J. relata ter sido acometido por um câncer de garganta há dois anos, tendo realizado seis meses de quimioterapia, além de trinta e seis sessões de radioterapia, tempo durante o qual o mesmo diz ter sentido muitas dores. Ao final do tratamento, S.J. conheceu o Noni, e começou a fazer uso deste, notando que suas dores foram reduzidas a partir de então. Ao observar os benefícios alcançados e tendo atribuído grande parte da responsabilidade da cura do câncer ao Noni, faz uso diário da fruta e afirma que não deixará de fazê-lo. Vale ainda ressaltar que, ao ser questionado, S.J. afirma não ser simpático aos medicamentos alopáticos, por considerar que estes, ao serem por demais misturados com outros compostos, perdem as propriedades e funcionalidades de um composto natural. Após atribuição da cura ao uso do Noni, passou a distribuir o preparo que usou, suco de Uva e Noni, para a comunidade. Ressalta-se que nesse processo sua crença no tratamento aumentou e, atualmente, S.J. distribui o preparo para aproximadamente 20 pessoas da região, além de cidades circunvizinhas, e recusa-se a receber por este, uma vez que, segundo o mesmo, a fruta é uma benção de Deus, não tendo ele direito de cobrar por ela. Conclusão: A experiência em questão demonstra a importância dos saberes tradicionais, bem como o valor da manutenção destes, já que, atrelados à crença, podem trazer beneficios não apenas físicos, como emocionais, ao sujeito que deles faz uso. O apego à tradição renovou o sentido e os objetivos de vida do sujeito, levando-o a difundir os benefícios do Noni, formando uma rede de pessoas envolvidas pelo desejo de cura, nem sempre encontrado em terreno científico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.