Artigo Anais XIII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

O PAPEL DA MULHER NUMA SOCIEDADE CAPITALISTA À LUZ DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA

Palavra-chaves: MULHER, MERCADO DE TRABALHO, CAPITALISMO, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA Comunicação Oral (CO) GT 10 – Mulheres, feminismos, políticas do corpo
"2018-07-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42167
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 102
    "inscrito_id" => 77
    "titulo" => "O PAPEL DA MULHER NUMA SOCIEDADE CAPITALISTA À LUZ DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA"
    "resumo" => "O presente trabalho tem como objetivo central discutir o papel da mulher numa sociedade capitalista mediante a reestruturação produtiva, buscando levar essa discussão para se confrontar com o rompimento de paradigmas arcaicos que dizem que lugar de mulher é na cozinha. Foram realizadas várias pesquisas de natureza bibliográfica afim de que possamos delinear ocorre a divisão de trabalho desde tempos longínquos até os dias atuais. Tendo o princípio da equidade como eixo norteador foi possível analisar de que forma se pode deixar de lado as ideias machistas impostas por uma sociedade machista. Entretanto, é de suma importância ressaltar que a discussão central desse trabalho se dá em torno da mulher no mercado de trabalho. São citados no trabalho como ocorre a chamada divisão sexual do trabalho, como também os modelos fordista, taylorista e toyotista, já que são precursores do capitalismo que vigora até os dias atuais. O trabalho em questão é concluído apontando como perspectiva uma sociedade diferente, que possa romper com o “tradicionalismo” excludente empregado pelo machismo e traga para nossa vivência o princípio da liberdade, igualdade e respeito, mostrando que essa ideia de que há trabalho de homem e há trabalho de mulher é uma ideia totalmente errônea e sem cabimento, uma vez que a mulher se mostro e se mostra capaz de exercer as mesmas atividades laborais que os homens, uma vez que não existe essa história de que mulher é sexo frágil."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 – Mulheres, feminismos, políticas do corpo"
    "palavra_chave" => "MULHER, MERCADO DE TRABALHO, CAPITALISMO, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA11_ID77_06052018191926.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EWERTON MARINHO DE AGUIAR"
    "autor_nome_curto" => "EWERTON"
    "autor_email" => "ewertonejesus@hotmail.com"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42167
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 102
    "inscrito_id" => 77
    "titulo" => "O PAPEL DA MULHER NUMA SOCIEDADE CAPITALISTA À LUZ DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA"
    "resumo" => "O presente trabalho tem como objetivo central discutir o papel da mulher numa sociedade capitalista mediante a reestruturação produtiva, buscando levar essa discussão para se confrontar com o rompimento de paradigmas arcaicos que dizem que lugar de mulher é na cozinha. Foram realizadas várias pesquisas de natureza bibliográfica afim de que possamos delinear ocorre a divisão de trabalho desde tempos longínquos até os dias atuais. Tendo o princípio da equidade como eixo norteador foi possível analisar de que forma se pode deixar de lado as ideias machistas impostas por uma sociedade machista. Entretanto, é de suma importância ressaltar que a discussão central desse trabalho se dá em torno da mulher no mercado de trabalho. São citados no trabalho como ocorre a chamada divisão sexual do trabalho, como também os modelos fordista, taylorista e toyotista, já que são precursores do capitalismo que vigora até os dias atuais. O trabalho em questão é concluído apontando como perspectiva uma sociedade diferente, que possa romper com o “tradicionalismo” excludente empregado pelo machismo e traga para nossa vivência o princípio da liberdade, igualdade e respeito, mostrando que essa ideia de que há trabalho de homem e há trabalho de mulher é uma ideia totalmente errônea e sem cabimento, uma vez que a mulher se mostro e se mostra capaz de exercer as mesmas atividades laborais que os homens, uma vez que não existe essa história de que mulher é sexo frágil."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 – Mulheres, feminismos, políticas do corpo"
    "palavra_chave" => "MULHER, MERCADO DE TRABALHO, CAPITALISMO, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA11_ID77_06052018191926.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EWERTON MARINHO DE AGUIAR"
    "autor_nome_curto" => "EWERTON"
    "autor_email" => "ewertonejesus@hotmail.com"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de julho de 2018

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo central discutir o papel da mulher numa sociedade capitalista mediante a reestruturação produtiva, buscando levar essa discussão para se confrontar com o rompimento de paradigmas arcaicos que dizem que lugar de mulher é na cozinha. Foram realizadas várias pesquisas de natureza bibliográfica afim de que possamos delinear ocorre a divisão de trabalho desde tempos longínquos até os dias atuais. Tendo o princípio da equidade como eixo norteador foi possível analisar de que forma se pode deixar de lado as ideias machistas impostas por uma sociedade machista. Entretanto, é de suma importância ressaltar que a discussão central desse trabalho se dá em torno da mulher no mercado de trabalho. São citados no trabalho como ocorre a chamada divisão sexual do trabalho, como também os modelos fordista, taylorista e toyotista, já que são precursores do capitalismo que vigora até os dias atuais. O trabalho em questão é concluído apontando como perspectiva uma sociedade diferente, que possa romper com o “tradicionalismo” excludente empregado pelo machismo e traga para nossa vivência o princípio da liberdade, igualdade e respeito, mostrando que essa ideia de que há trabalho de homem e há trabalho de mulher é uma ideia totalmente errônea e sem cabimento, uma vez que a mulher se mostro e se mostra capaz de exercer as mesmas atividades laborais que os homens, uma vez que não existe essa história de que mulher é sexo frágil.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.