Artigo Anais III CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA: REFLEXÕES SOBRE O PODER SIMBÓLICO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE FRENTE À ASSISTÊNCIA NO TRABALHO DE PARTO

Palavra-chaves: VIOLÊNCIA, PARTURIENTES, HUMANIZAÇÃO DO PARTO Comunicação Oral (CO) AT-04: Enfermagem
"2018-06-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 41471
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 315
    "inscrito_id" => 1004
    "titulo" => "VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA: REFLEXÕES SOBRE O PODER SIMBÓLICO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE FRENTE À ASSISTÊNCIA NO TRABALHO DE PARTO"
    "resumo" => "Objetivo: Refletir sobre o poder simbólico dos profissionais da saúde frente à assistência no trabalho de parto e a relação intrínseca com a violência obstétrica. Metodologia: Trata-se de um estudo teórico-reflexivo construído a partir dos conceitos nucleares de Pierre Bourdieu. Esse estudo foi construído com base nas leituras reflexivas de textos científicos, que referenciam o poder simbólico e a violência obstétrica, tendo em vista a interpretação e a análise dos elementos teóricos obtidos por meio do levantamento bibliográfico realizado. Resultados e Discussões: O poder simbólico é uma força invisível que atua disfarçadamente por meio da enunciação, o que por sua vez torna dispensável o uso da violência ao corpo por meio da força, tal poder concretiza os fatos de maneira que os torne comum para o público dominado. As mulheres em seu período gestacional podem ser consideradas uma das principais vítimas do poder simbólico exercido pelos profissionais da saúde como forma de violência obstétrica, devido às mudanças fisiológicas decorrentes da gestação. Em vista disso percebe-se que a violência obstétrica pode ser executada tendo como base o poder simbólico exercido para com as mulheres no período gravídico. Considerações Finais: O poder simbólico exercido por alguns profissionais de saúde passa despercebido entre os que compartilham deste cenário, contudo a mesma pode causar diversos danos na assistência à saúde. Com isso destaca-se a necessidade de estudos que debatam sobre a temática e a instalação de políticas públicas de saúde, desta forma minimizando todos os tipos de violência contra as parturientes."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-04: Enfermagem"
    "palavra_chave" => "VIOLÊNCIA, PARTURIENTES, HUMANIZAÇÃO DO PARTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD1_SA4_ID1004_19052018000844.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARIANE MOREIRA COELHO"
    "autor_nome_curto" => "ARIANE"
    "autor_email" => "coelhoariane1996@gmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 41471
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 315
    "inscrito_id" => 1004
    "titulo" => "VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA: REFLEXÕES SOBRE O PODER SIMBÓLICO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE FRENTE À ASSISTÊNCIA NO TRABALHO DE PARTO"
    "resumo" => "Objetivo: Refletir sobre o poder simbólico dos profissionais da saúde frente à assistência no trabalho de parto e a relação intrínseca com a violência obstétrica. Metodologia: Trata-se de um estudo teórico-reflexivo construído a partir dos conceitos nucleares de Pierre Bourdieu. Esse estudo foi construído com base nas leituras reflexivas de textos científicos, que referenciam o poder simbólico e a violência obstétrica, tendo em vista a interpretação e a análise dos elementos teóricos obtidos por meio do levantamento bibliográfico realizado. Resultados e Discussões: O poder simbólico é uma força invisível que atua disfarçadamente por meio da enunciação, o que por sua vez torna dispensável o uso da violência ao corpo por meio da força, tal poder concretiza os fatos de maneira que os torne comum para o público dominado. As mulheres em seu período gestacional podem ser consideradas uma das principais vítimas do poder simbólico exercido pelos profissionais da saúde como forma de violência obstétrica, devido às mudanças fisiológicas decorrentes da gestação. Em vista disso percebe-se que a violência obstétrica pode ser executada tendo como base o poder simbólico exercido para com as mulheres no período gravídico. Considerações Finais: O poder simbólico exercido por alguns profissionais de saúde passa despercebido entre os que compartilham deste cenário, contudo a mesma pode causar diversos danos na assistência à saúde. Com isso destaca-se a necessidade de estudos que debatam sobre a temática e a instalação de políticas públicas de saúde, desta forma minimizando todos os tipos de violência contra as parturientes."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-04: Enfermagem"
    "palavra_chave" => "VIOLÊNCIA, PARTURIENTES, HUMANIZAÇÃO DO PARTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD1_SA4_ID1004_19052018000844.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARIANE MOREIRA COELHO"
    "autor_nome_curto" => "ARIANE"
    "autor_email" => "coelhoariane1996@gmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de junho de 2018

Resumo

Objetivo: Refletir sobre o poder simbólico dos profissionais da saúde frente à assistência no trabalho de parto e a relação intrínseca com a violência obstétrica. Metodologia: Trata-se de um estudo teórico-reflexivo construído a partir dos conceitos nucleares de Pierre Bourdieu. Esse estudo foi construído com base nas leituras reflexivas de textos científicos, que referenciam o poder simbólico e a violência obstétrica, tendo em vista a interpretação e a análise dos elementos teóricos obtidos por meio do levantamento bibliográfico realizado. Resultados e Discussões: O poder simbólico é uma força invisível que atua disfarçadamente por meio da enunciação, o que por sua vez torna dispensável o uso da violência ao corpo por meio da força, tal poder concretiza os fatos de maneira que os torne comum para o público dominado. As mulheres em seu período gestacional podem ser consideradas uma das principais vítimas do poder simbólico exercido pelos profissionais da saúde como forma de violência obstétrica, devido às mudanças fisiológicas decorrentes da gestação. Em vista disso percebe-se que a violência obstétrica pode ser executada tendo como base o poder simbólico exercido para com as mulheres no período gravídico. Considerações Finais: O poder simbólico exercido por alguns profissionais de saúde passa despercebido entre os que compartilham deste cenário, contudo a mesma pode causar diversos danos na assistência à saúde. Com isso destaca-se a necessidade de estudos que debatam sobre a temática e a instalação de políticas públicas de saúde, desta forma minimizando todos os tipos de violência contra as parturientes.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.