Artigo Anais III CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR LARVAS DE HELMINTOS NO SOLO DO CÂMPUS I DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA

Palavra-chaves: LARVA MIGRANS, ANCYLOSTOMA BRAZILIENSIS, PARASITAS, ZOONOSES Comunicação Oral (CO) AT-03: Farmácia
"2018-06-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 40917
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 143
    "inscrito_id" => 1565
    "titulo" => "CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR LARVAS DE HELMINTOS NO SOLO DO CÂMPUS I DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "resumo" => "Em ambientes coletivos, especialmente aqueles com áreas públicas frequentadas por animais, em particular cães e gatos, pode-se encontrar uma fonte de infecção para seus frequentadores, devido à possibilidade do solo apresentar-se contaminado por formas infectantes de parasitos, em função, principalmente, do livre acesso de animais a esses locais. Dentre os geo-helmintos mais frequentes encontram-se Ascaris lumbricoides, Strongyloides stercoralis, ancilostomatidae e Trichuris trichiura, além de nematoides de cães e gatos pertencentes aos gêneros Toxocara e Ancylostoma, agentes etiológicos das síndromes da larva migrans visceral e cutânea, respectivamente. No período de março de 2017 a dezembro do mesmo ano foi realizado um estudo ambiental do solo de 12 áreas ao redor dos prédios mais antigos do Câmpus I da Universidade Estadual da Paraíba, no município de Campina Grande/PB, visando-se o conhecimento do perfil parasitário e grau de contaminação dessas áreas por larvas de nematoides. Em cada local foram recolhidas dez amostras de solo, cinco das quais referentes a coletas superficiais (de até 5 cm) e as cinco demais compostas por amostragens profundas do solo (de 5 cm a 8 cm). As amostras foram analisadas no laboratório de Parasitologia da Universidade Estadual da Paraíba pela técnica de Rugai, Mattos e Brisola. Todas as áreas pesquisadas apresentavam-se contaminadas por larvas de nematoides. Este resultado indica uma expressiva contaminação do solo com fezes de animais, em especial cães e gatos, o que sugere a necessidade de adoção de medidas preventivas de controle dessas parasitoses nesses ambientes."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-03: Farmácia"
    "palavra_chave" => "LARVA MIGRANS, ANCYLOSTOMA BRAZILIENSIS, PARASITAS, ZOONOSES"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD1_SA3_ID1565_09052018194331.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CARLOS ERON MATIAS DE NEGREIROS JÚNIOR"
    "autor_nome_curto" => "CARLOS ERON"
    "autor_email" => "c.jr589@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 40917
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 143
    "inscrito_id" => 1565
    "titulo" => "CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR LARVAS DE HELMINTOS NO SOLO DO CÂMPUS I DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "resumo" => "Em ambientes coletivos, especialmente aqueles com áreas públicas frequentadas por animais, em particular cães e gatos, pode-se encontrar uma fonte de infecção para seus frequentadores, devido à possibilidade do solo apresentar-se contaminado por formas infectantes de parasitos, em função, principalmente, do livre acesso de animais a esses locais. Dentre os geo-helmintos mais frequentes encontram-se Ascaris lumbricoides, Strongyloides stercoralis, ancilostomatidae e Trichuris trichiura, além de nematoides de cães e gatos pertencentes aos gêneros Toxocara e Ancylostoma, agentes etiológicos das síndromes da larva migrans visceral e cutânea, respectivamente. No período de março de 2017 a dezembro do mesmo ano foi realizado um estudo ambiental do solo de 12 áreas ao redor dos prédios mais antigos do Câmpus I da Universidade Estadual da Paraíba, no município de Campina Grande/PB, visando-se o conhecimento do perfil parasitário e grau de contaminação dessas áreas por larvas de nematoides. Em cada local foram recolhidas dez amostras de solo, cinco das quais referentes a coletas superficiais (de até 5 cm) e as cinco demais compostas por amostragens profundas do solo (de 5 cm a 8 cm). As amostras foram analisadas no laboratório de Parasitologia da Universidade Estadual da Paraíba pela técnica de Rugai, Mattos e Brisola. Todas as áreas pesquisadas apresentavam-se contaminadas por larvas de nematoides. Este resultado indica uma expressiva contaminação do solo com fezes de animais, em especial cães e gatos, o que sugere a necessidade de adoção de medidas preventivas de controle dessas parasitoses nesses ambientes."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-03: Farmácia"
    "palavra_chave" => "LARVA MIGRANS, ANCYLOSTOMA BRAZILIENSIS, PARASITAS, ZOONOSES"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD1_SA3_ID1565_09052018194331.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CARLOS ERON MATIAS DE NEGREIROS JÚNIOR"
    "autor_nome_curto" => "CARLOS ERON"
    "autor_email" => "c.jr589@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de junho de 2018

Resumo

Em ambientes coletivos, especialmente aqueles com áreas públicas frequentadas por animais, em particular cães e gatos, pode-se encontrar uma fonte de infecção para seus frequentadores, devido à possibilidade do solo apresentar-se contaminado por formas infectantes de parasitos, em função, principalmente, do livre acesso de animais a esses locais. Dentre os geo-helmintos mais frequentes encontram-se Ascaris lumbricoides, Strongyloides stercoralis, ancilostomatidae e Trichuris trichiura, além de nematoides de cães e gatos pertencentes aos gêneros Toxocara e Ancylostoma, agentes etiológicos das síndromes da larva migrans visceral e cutânea, respectivamente. No período de março de 2017 a dezembro do mesmo ano foi realizado um estudo ambiental do solo de 12 áreas ao redor dos prédios mais antigos do Câmpus I da Universidade Estadual da Paraíba, no município de Campina Grande/PB, visando-se o conhecimento do perfil parasitário e grau de contaminação dessas áreas por larvas de nematoides. Em cada local foram recolhidas dez amostras de solo, cinco das quais referentes a coletas superficiais (de até 5 cm) e as cinco demais compostas por amostragens profundas do solo (de 5 cm a 8 cm). As amostras foram analisadas no laboratório de Parasitologia da Universidade Estadual da Paraíba pela técnica de Rugai, Mattos e Brisola. Todas as áreas pesquisadas apresentavam-se contaminadas por larvas de nematoides. Este resultado indica uma expressiva contaminação do solo com fezes de animais, em especial cães e gatos, o que sugere a necessidade de adoção de medidas preventivas de controle dessas parasitoses nesses ambientes.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.