Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

RELATO DE EXPERIÊNCIA COM PROFESSORES/AS DO CAMPO NUMA CIDADE DO NORTE DA BAHIA

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO DO CAMPO, OFICINAS PEDAGÓGICAS, CONTEÚDOS DE ENSINO Comunicação Oral (CO) GT 05 - Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Resumo Este artigo apresenta os resultados de oficinas pedagógicas realizadas com professores/as de escolas do campo nos anos de 2015 e 2016 da rede municipal de ensino. As oficinas tiveram como objetivos a implementação dos conteúdos de ensino, uma vez que se trata da exigência da Lei Municipal 341/13, que dispõe sobre a obrigatoriedade das escolas municipais incluírem nos seus currículos escolares, a História de Saúde, cidade situada no território de identidade no Piemonte da diamantina na região norte da Bahia, suas potencialidades culturais, econômicas e turísticas. Sistematizar conteúdos de ensino articulados com os princípios da educação do campo bem como discutir conteúdos sob a ótica da resolução de nº 2, de 28 de abril de 2008 que estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento à educação básica do campo. A intervenção foi realizada envolvendo dezoito (18) professores/as do campo. A pesquisa-ação como ferramenta metodológica desta proposta de intervenção favoreceu o compartilhamento de saberes, além de tecer uma estrutura relacional de confiança e comprometimento com os sujeitos que integram a realidade a ser transformada. Esta se constituiu como uma metodologia que, segundo Thiollent (2002, p. 75), “a orientação metodológica da pesquisa-ação produz informações e conhecimentos de uso efetivo, inclusive no nível pedagógico”. A pesquisação aconteceu na rede municipal de ensino de Saúde-Bahia no período de março 2015 a maio de 2016, através de oficinas, cuja finalidade foi promover uma organização/sistematização dos conteúdos de ensino e refletir sobre suas implicações no processo de ensino aprendizagem. O grupo de professores pesquisados foi todo o coletivo que atua nas escolas do campo, portanto, são professores conhecedores da complexidade do trabalho pedagógico nas escolas do campo e de suas especificidades. E, dentre as técnicas usadas na intervenção, utilizamos a observação participante e a entrevista semiestruturada com professores/as; bem como viabilizamos oficinas, tendo em vista elaborar a proposta de conteúdos de ensino na perspectiva da educação do campo para a rede municipal de ensino. Vale ressaltar que a observação participante consistiu numa técnica bastante utilizada durante o processo de intervenção. Adotamos, também, a abordagem qualitativa, que consiste na inserção do pesquisador no interior do grupo observado, tornando-se parte dele, interagindo por longos períodos com os sujeitos e buscando partilhar o seu cotidiano. Dentre os documentos oficiais consultados estão as Diretrizes Curriculares Nacionais e Operacionais da Educação do Campo. Utilizou-se a pesquisa-ação como forma de investigação e a autorreflexão tendo em vista a discutir e elencar conteúdos relacionados à valorização do homem do campo e especificidades das escolas do campo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.