Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 304
PRÁTICAS DE ENSINO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA (SEA): O DESAFIO DE ALFABETIZAR LETRANDO

Palavra-chaves: PRÁTICA DE ENSINO, ALFABETIZAÇÃO, LETRAMENTO Comunicação Oral (CO) GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O processo de alfabetização tem sido intensamente discutido, isso porque vem configurando-se como um processo complexo e desafiador, principalmente quando se objetiva alfabetizar em uma perspectiva de letramento. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é analisar a prática de ensino de uma professora na turma de 3º ano do ensino fundamental da rede estadual de ensino do município de Pau dos Ferros/RN e identificar a perspectiva didática que a professora alfabetizadora utiliza para promover a apropriação do SEA. Para melhor fundamentação do referido estudo, realizou-se como procedimentos metodológicos o levantamento de referências teóricos que venha ao encontro com os anseios do presente artigo, e uma pesquisa de campo em que técnica de construção dos dados constituiu dos dados adquiridos por meio da observação de duas horas/aulas e do plano de aula das aulas em que realizamos as observações e de uma entrevista realizada com a professora pesquisada, do 3º ano do ensino fundamental I. Nessa perspectiva, é importante refletir sobre a prática de ensino do professor no ciclo de alfabetização, já que esta pode facilitar ou não a aquisição da apropriação do sistema notacional por parte dos alunos, para isso, faz-se necessário que os alfabetizadores vejam o SEA não apenas como um processo mecanicista, mas atrativo e motivador, onde os alunos participam da construção do conhecimento a medida que elaboram suas próprias hipóteses. O presente trabalho possibilitou a realização de uma breve discussão sobre o processo de alfabetizar letrando segundo a perspectiva de alguns autores que desenvolvem discussões nessa área do conhecimento, assim, a discussão teórica possibilitou o embasamento para a análise da pesquisa de campo realizada. Com base nas reflexões e análises, conclui-se que o processo de alfabetizar em uma perspectiva de letramento é desafiador, tendo em vista a heterogeneidade e as dificuldades existente em sala de aula, nessa perspectiva, a professora colaboradora da pesquisa, mesmo com tantos empecilhos que dificulta seu trabalho, objetiva que seus alunos possam avançar em seus conhecimentos, e que os mesmos sejam alfabetizados e letrados para que possam construir uma aprendizagem significativa.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.