Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O NOVO CONTEXTO EDUCACIONAL E O ACULTURAMENTO SOCIAL

Palavra-chaves: ALUNOS, APRENDIZADO, DISCIPLINA, IDEOLOGIA Pôster (PO) GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

RESUMO: Este trabalho vai mostrar o que está acontecendo no cenário da Educação, e expor a ideologia que pretende retirar do rol das disciplinas obrigatórias matérias que tem uma importância relevante na formação cultural e profissional dos alunos. Os apontamentos que giram em torno desta discursão, revelam a inviabilidade desta reforma educacional, que poderá deixar milhares de licenciados sem emprego pela falta de vagas que ocorrerá devido a desnecessidade de suas especialidades. Outro aspecto relevante é a diferença na formação entre alunos da rede pública e privada de ensino, pois os alunos da rede privada muito provavelmente continuarão tendo aulas de disciplinas que os alunos da rede pública não mais terão acesso, e isso irá acentuar as desigualdades sociais e culturais em nosso País. Devemos atentar ainda a impossibilidade de incorporação de disciplinas da forma como vem sendo viabilizada a proposta, logo a maioria dos professores não teve formação alguma neste sentido. Isso tudo nos leva a perceber que existe um desprestígio da importância da figura educador, pois, todavia, o professor é quem poderia revelar a possibilidade dessa mudança por estar em contato com os alunos no dia a dia e perceber suas dificuldades, que vão muito além do aprendizado de conteúdo específico, haja visto que a maioria dos alunos tem dificuldades de aprendizado nas matérias que poderão deixar de ser obrigatórias. No contexto histórico durante a ditadura a disciplina de História tornou-se um componente das ciências sociais, pois havia um objetivo velado de ofuscar os sentimentos de revoltas e reinvindicações que ocorreram antes, será que estão querendo fazer a mesma coisa? Essa é a questão que este trabalho tentará mensurar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.