Artigo Anais V FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 180
AS CONGADAS E AS COROAÇÕES DOS REIS CONGOS: FESTIVIDADES RELIGIOSAS DE MATRIZES CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS

Palavra-chaves: CONGADAS., FESTA., CULTURA. Comunicação Oral(CO) GT 26 - EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE ETNICORRACIAL

Resumo

O presente resumo visa abordar a respeito de umas das festividades religiosas de matriz afro-brasileira, as congadas, uma vez que, conforme Lopes (2004), são folguedos de cunho tradicional afro-brasileiro, difundidos em várias regiões do Brasil e ligados aos festejos coloniais dos “reis do Congo”, sendo implementados em seu contexto, elementos de gênese européia. Nesse sentido, faz-se mister destacar que as congadas são festas interligadas as irmandades católicas, as quais têm uma função primordial na produção destas manifestações. Foram através destas irmandades que possibilitaram a reorganização e a busca da memória e da identidade dos negros de origem banto. Dessa forma, pode-se afirmar que as congadas, disseminadas pelo Brasil, nasceram no interior destas instituições religiosas. Sob forma geral, consiste em um sistema ritual e simbólico bastante complexo, pois envolve ritos variados, danças, cânticos, toques de tambores, coroação de reis e outros ritos, que representam símbolos carregados de significados e valores.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.