Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O DIÁLOGO COMO BASE PARA O (COM)VIVER NA ESCOLA: REFLETINDO SOBRE EPISÓDIOS DISCURSIVOS DO PROJETO DIGIT-M-ED PARNAÍBA (PI)

Palavra-chaves: ESCOLA, DIÁLOGO, (COM)VIVER Comunicação Oral (CO) GT 01 - Formação de Professores
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37617
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1338
    "inscrito_id" => 1520
    "titulo" => """
      O DIÁLOGO COMO BASE PARA O (COM)VIVER NA ESCOLA: \r\n
      REFLETINDO SOBRE EPISÓDIOS DISCURSIVOS DO PROJETO DIGIT-M-ED PARNAÍBA (PI)
      """
    "resumo" => "O texto visa refletir sobre o diálogo como base para convivência no contexto escolar e fora dele. O foco são as necessidades de pensar criticamente sobre as relações que se produzem na escola e seus efeitos em cenários socioculturais diversos. Na escola e em outros espaços relacionais na contemporaneidade as pessoas têm vivido uma intensa e controversa dificuldade de escutar e manifestar pontos de vista sem que ocorram tensões e rupturas no conviver. Diante disso, perguntamos: existe um caminho potencializador do (com)viver na escola que seja capaz de produzir possibilidades para que os sujeitos se movam criativos, respeitosos e humanizados no mundo? É central nestas reflexões a compreensão de diálogo na perspectiva freiriana e os estudos de Mateus (2013) quanto às diferenças entre debate, discussão e diálogo. O ponto de partida para a reflexão são excertos de um workshop do Projeto Digit-M-Ed Parnaíba (PI), realizado no 1º semestre de 2017, que tem a participação de vários sujeitos (alunos, professores, gestores e pesquisadores) de diferentes escolas vinculadas ao supracitado projeto. O workshop foi gravado em áudio e vídeo e transcrito para análise dos elementos argumentativos, como base em Liberali (2013), sobretudo, nos aspectos enunciativos e discursivos da linguagem. Nesse enquadre, o texto foi organizado, inicialmente, com uma reflexão sobre debate, discussão e diálogo. Na sequência, apresentamos uma contextualização do referido projeto. Na continuidade, fazemos a análise de excertos que focalizam o viver em conjunto, a partir da ótica dos adolescentes do Projeto Digit-M-Ed. Para finalizar, apontamos o diálogo como via para conviver e viver no mundo, tendo a escola como lugar propício para produzir uma consciência e ação relacional crítica e intencional. Assim, defendemos o diálogo como viés relevante para instrumentalizar e melhorar as relações na escola e em outros cenários como dimensão política, histórica e, sobretudo, como possibilidade viável (FREIRE, 1981; 1970/2011) para superação dos limites e dramas que tornam a vida humana dilacerada no mundo de hoje."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 01 - Formação de Professores"
    "palavra_chave" => "ESCOLA, DIÁLOGO, (COM)VIVER"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA1_ID1520_10092017132552.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA ESTELY RODRIGUES TELES"
    "autor_nome_curto" => "ESTELY TELES"
    "autor_email" => "teles.estely@gmail.com"
    "autor_ies" => "FAEME"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37617
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1338
    "inscrito_id" => 1520
    "titulo" => """
      O DIÁLOGO COMO BASE PARA O (COM)VIVER NA ESCOLA: \r\n
      REFLETINDO SOBRE EPISÓDIOS DISCURSIVOS DO PROJETO DIGIT-M-ED PARNAÍBA (PI)
      """
    "resumo" => "O texto visa refletir sobre o diálogo como base para convivência no contexto escolar e fora dele. O foco são as necessidades de pensar criticamente sobre as relações que se produzem na escola e seus efeitos em cenários socioculturais diversos. Na escola e em outros espaços relacionais na contemporaneidade as pessoas têm vivido uma intensa e controversa dificuldade de escutar e manifestar pontos de vista sem que ocorram tensões e rupturas no conviver. Diante disso, perguntamos: existe um caminho potencializador do (com)viver na escola que seja capaz de produzir possibilidades para que os sujeitos se movam criativos, respeitosos e humanizados no mundo? É central nestas reflexões a compreensão de diálogo na perspectiva freiriana e os estudos de Mateus (2013) quanto às diferenças entre debate, discussão e diálogo. O ponto de partida para a reflexão são excertos de um workshop do Projeto Digit-M-Ed Parnaíba (PI), realizado no 1º semestre de 2017, que tem a participação de vários sujeitos (alunos, professores, gestores e pesquisadores) de diferentes escolas vinculadas ao supracitado projeto. O workshop foi gravado em áudio e vídeo e transcrito para análise dos elementos argumentativos, como base em Liberali (2013), sobretudo, nos aspectos enunciativos e discursivos da linguagem. Nesse enquadre, o texto foi organizado, inicialmente, com uma reflexão sobre debate, discussão e diálogo. Na sequência, apresentamos uma contextualização do referido projeto. Na continuidade, fazemos a análise de excertos que focalizam o viver em conjunto, a partir da ótica dos adolescentes do Projeto Digit-M-Ed. Para finalizar, apontamos o diálogo como via para conviver e viver no mundo, tendo a escola como lugar propício para produzir uma consciência e ação relacional crítica e intencional. Assim, defendemos o diálogo como viés relevante para instrumentalizar e melhorar as relações na escola e em outros cenários como dimensão política, histórica e, sobretudo, como possibilidade viável (FREIRE, 1981; 1970/2011) para superação dos limites e dramas que tornam a vida humana dilacerada no mundo de hoje."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 01 - Formação de Professores"
    "palavra_chave" => "ESCOLA, DIÁLOGO, (COM)VIVER"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA1_ID1520_10092017132552.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA ESTELY RODRIGUES TELES"
    "autor_nome_curto" => "ESTELY TELES"
    "autor_email" => "teles.estely@gmail.com"
    "autor_ies" => "FAEME"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

O texto visa refletir sobre o diálogo como base para convivência no contexto escolar e fora dele. O foco são as necessidades de pensar criticamente sobre as relações que se produzem na escola e seus efeitos em cenários socioculturais diversos. Na escola e em outros espaços relacionais na contemporaneidade as pessoas têm vivido uma intensa e controversa dificuldade de escutar e manifestar pontos de vista sem que ocorram tensões e rupturas no conviver. Diante disso, perguntamos: existe um caminho potencializador do (com)viver na escola que seja capaz de produzir possibilidades para que os sujeitos se movam criativos, respeitosos e humanizados no mundo? É central nestas reflexões a compreensão de diálogo na perspectiva freiriana e os estudos de Mateus (2013) quanto às diferenças entre debate, discussão e diálogo. O ponto de partida para a reflexão são excertos de um workshop do Projeto Digit-M-Ed Parnaíba (PI), realizado no 1º semestre de 2017, que tem a participação de vários sujeitos (alunos, professores, gestores e pesquisadores) de diferentes escolas vinculadas ao supracitado projeto. O workshop foi gravado em áudio e vídeo e transcrito para análise dos elementos argumentativos, como base em Liberali (2013), sobretudo, nos aspectos enunciativos e discursivos da linguagem. Nesse enquadre, o texto foi organizado, inicialmente, com uma reflexão sobre debate, discussão e diálogo. Na sequência, apresentamos uma contextualização do referido projeto. Na continuidade, fazemos a análise de excertos que focalizam o viver em conjunto, a partir da ótica dos adolescentes do Projeto Digit-M-Ed. Para finalizar, apontamos o diálogo como via para conviver e viver no mundo, tendo a escola como lugar propício para produzir uma consciência e ação relacional crítica e intencional. Assim, defendemos o diálogo como viés relevante para instrumentalizar e melhorar as relações na escola e em outros cenários como dimensão política, histórica e, sobretudo, como possibilidade viável (FREIRE, 1981; 1970/2011) para superação dos limites e dramas que tornam a vida humana dilacerada no mundo de hoje.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.