Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

INTERSEÇÕES DA CULTURA VISUAL NO ENSINO FUNDAMENTAL

Palavra-chaves: CULTURA VISUAL, COLEÇÃO EDUCAÇÃO DA CULTURA VISUAL, ENSINO FUNDAMENTAL, VISUALIDADES EM CONTEXTO. Comunicação Oral (CO) GT 17 – Ensino e suas interseções Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Esta comunicação apresenta experiências sobre projetos de trabalho a partir da Cultura Visual no Ensino Fundamental. O estudo exploratório, de caráter bibliográfico, realizado com a Coleção Educação da Cultura Visual, publicada pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) integra-se a um projeto de pesquisa mais amplo, sobre a construção do campo da Cultura Visual na área da Educação no Brasil, no período de 2005-2015, conduzido pelo Grupo de Pesquisa em Ensino de Artes Visuais (GPEAV), vinculado ao Programa Associado de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A escolha por este corpus se deu em função dessa coleção ser uma publicação de referência no campo de estudo da Cultura Visual, disponível em língua portuguesa, que oferece uma paisagem diversificada do campo, construída a partir de experiências e contextos de pesquisadores implicados com a docência tanto na Educação Básica quanto no Ensino Superior. Dos noventa e três capítulos que compõem essa coleção, dezesseis discutem as visualidades na Educação Básica, sendo onze de autores brasileiros e cinco estrangeiros. Dos onze capítulos de pesquisadores brasileiros destacaremos oito relatos que desenvolveram suas experiências em escolas de Educação Básica do território nacional, para o nível do Ensino Fundamental. Salientar as experiências brasileiras não implica definir um possível modo de olhar para o Ensino Fundamental e suas atividades educacionais, mas sim contribuir para a discussão de processos de aprendizagem a partir das visualidades e suas interseções em contextos próximos ao nosso contexto cultural. Consideramos que o campo de estudo da Cultura Visual abarca muito mais que uma problemática e um objeto de estudo, pois nos posicionamos na compreensão de que o fazer necessário para aprender e ensinar dependem do contexto no qual se realize esse fazer. Os resultados alcançados neste estudo sinalizam que projetos de trabalho organizados a partir das visualidades no Ensino Fundamental discutem representações estereotipadas, buscam desnaturalizar modos de ver que são construídos, privilegiam as visualidades em contexto e valorizam as formas de interpretação daqueles que veem, pensam e transformam o mundo com e a partir das imagens.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.