Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 226
A LITERATURA DE CORDEL NO ENSINO DE CIÊNCIAS: O ESTADO DA ARTE

Palavra-chaves: PESQUISA DE LEVANTAMENTO, LITERATURA DE CORDEL, ENSINO DE CIÊNCIAS Comunicação Oral (CO) GT 16 – Ensino de Ciências Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Neste trabalho, investigamos o estado da arte do uso da literatura de cordel como proposta didática para o ensino de Ciências. Neste contexto, o presente estudo tem como finalidades: (a) mapear os trabalhos que exploram o cordel no ensino de Ciências, (b) analisar os estudos evidenciados nesse mapeamento, (c) apontar possibilidades para a produção e exploração do cordel nas práticas pedagógicas dos professores de Ciências e de modo particular os professores de Física. Trata-se de um levantamento bibliográfico que tomou por base a metodologia proposta por Silva e Mercado (2015). Num primeiro momento, selecionamos os periódicos online, avaliados na área de Ensino pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no quadriênio 2013-2016, com estratos A1, A2, B1 e B2, que foram editados em língua portuguesa ou espanhola e que enfocavam a divulgação de pesquisas com foco no desenvolvimento e análise de práticas pedagógicas. Como produto dessa seleção foram evidenciados 311 periódicos. Foram consultadas todas as unidades desses periódicos (números correntes e edições especiais). Como resultados desse levantamento, foram encontrados 4 artigos que discutem ensino de ciências por meio dos folhetos de cordel. Constatamos que são raríssimos os trabalhos que enfocam o tema do uso do cordel no ensino de Física. Essa lacuna revela um campo fértil para o desenvolvimento de investigações e produtos educacionais, foco dos programas de iniciação científica, iniciação à docência, programas de educação tutorial, projetos extensão ou de pesquisa sejam eles em nível de graduação, mestrado ou doutorado. Trata-se de um recurso didático que pode contribuir para o desenvolvimento de uma ampla gama de percursos de ensino e de aprendizagem no âmbito da exploração de conceitos Físicos. Nesse sentido, para que tais práticas possam ser difundidas, é fundamental que esse tema seja pauta nos programas curriculares dos cursos de formação inicial e continuada de professores da área. Além disso, esse tema precisa figurar no cenário dos programas de pesquisa e de extensão das universidades.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.