Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A ESCOLA NO TERRITÓRIO DAS CIDADES: AS CONDIÇÕES DE MORADIA E SUAS IMPLICAÇÕES NO DESCUMPRIMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF)

Palavra-chaves: TERRITÓRIO, ESCOLA, ASSISTÊNCIA SOCIAL, URBANIZAÇÃO Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 35171
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1149
    "inscrito_id" => 4325
    "titulo" => "A ESCOLA NO TERRITÓRIO DAS CIDADES: AS CONDIÇÕES DE MORADIA E SUAS IMPLICAÇÕES NO DESCUMPRIMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF)"
    "resumo" => "O estudo desenvolveu-se na escola Nazinha Barbosa da Franca, localizada no Bairro de Manaíra, em João Pessoa-PB. A escola atende as crianças e aos adolescentes moradoras do Bairro São José, integrando a maior parte dos estudantes. tem como objetivo discutir e analisar as problemáticas urbanas que incidem no descumprimento das condicionalidades do Programa Bolsa Família (PBF) na educação, na perspectiva de compreender e intervir sobre a questão da infrequência e permanência de crianças e adolescentes na escola, visando a garantia de direitos, aliado ao fortalecimento de vínculos dos indivíduos e suas famílias com a escola e com a sociedade, a fim de que tenham acesso a educação e à proteção social. Procedeu-se mediante o acompanhamento, mapeamento e monitoramento dos alunos e suas famílias, que estão em descumprimento ao beneficio na referida escola, complementado através de revisão bibliográfica. Desse modo, no processo da intervenção na escola, no acompanhamento das famílias, possibilitou levantar expressões da questão urbana que interferem no descumprimento do PBF, no caso na infrequência e evasão na escola. Logo, neste trabalho, foi problematizado às condições ambientais presentes no território e de infra-estrutura e serviços em que se insere o Bairro São José, que impactam no deslocamento e no acesso difícil à escola pelos seus moradores e no conseqüente descumprimento à condicionalidade exigida na Política de Assistência Social. O Bairro São José, paradoxalmente, não está distante da escola, em periferias longínquas, mas tem uma história associada à ocupação ribeirinha, subequipado e "apartado" do tecido urbano, com condições precárias de urbanidade e de pobreza absoluta. Observa-se, contudo, que a questão do "direito à cidade" para as classes de baixa renda não se resume somente à questão quanto à localização sócio-territorial, no caso, distante dos espaços bem equipados da cidade, embora a periferização seja uma marca dos conjuntos habitacionais construídos. A inexistência de urbanidade impede a circulação em outros bairros, agrava a precariedade e torna ainda mais difícil o acesso dos moradores aos serviços e benefícios."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "TERRITÓRIO, ESCOLA, ASSISTÊNCIA SOCIAL, URBANIZAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID4325_09092017122332.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CELYANE SOUZA DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "CELYANE SOUZA"
    "autor_email" => "celyanesouza1@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 35171
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1149
    "inscrito_id" => 4325
    "titulo" => "A ESCOLA NO TERRITÓRIO DAS CIDADES: AS CONDIÇÕES DE MORADIA E SUAS IMPLICAÇÕES NO DESCUMPRIMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF)"
    "resumo" => "O estudo desenvolveu-se na escola Nazinha Barbosa da Franca, localizada no Bairro de Manaíra, em João Pessoa-PB. A escola atende as crianças e aos adolescentes moradoras do Bairro São José, integrando a maior parte dos estudantes. tem como objetivo discutir e analisar as problemáticas urbanas que incidem no descumprimento das condicionalidades do Programa Bolsa Família (PBF) na educação, na perspectiva de compreender e intervir sobre a questão da infrequência e permanência de crianças e adolescentes na escola, visando a garantia de direitos, aliado ao fortalecimento de vínculos dos indivíduos e suas famílias com a escola e com a sociedade, a fim de que tenham acesso a educação e à proteção social. Procedeu-se mediante o acompanhamento, mapeamento e monitoramento dos alunos e suas famílias, que estão em descumprimento ao beneficio na referida escola, complementado através de revisão bibliográfica. Desse modo, no processo da intervenção na escola, no acompanhamento das famílias, possibilitou levantar expressões da questão urbana que interferem no descumprimento do PBF, no caso na infrequência e evasão na escola. Logo, neste trabalho, foi problematizado às condições ambientais presentes no território e de infra-estrutura e serviços em que se insere o Bairro São José, que impactam no deslocamento e no acesso difícil à escola pelos seus moradores e no conseqüente descumprimento à condicionalidade exigida na Política de Assistência Social. O Bairro São José, paradoxalmente, não está distante da escola, em periferias longínquas, mas tem uma história associada à ocupação ribeirinha, subequipado e "apartado" do tecido urbano, com condições precárias de urbanidade e de pobreza absoluta. Observa-se, contudo, que a questão do "direito à cidade" para as classes de baixa renda não se resume somente à questão quanto à localização sócio-territorial, no caso, distante dos espaços bem equipados da cidade, embora a periferização seja uma marca dos conjuntos habitacionais construídos. A inexistência de urbanidade impede a circulação em outros bairros, agrava a precariedade e torna ainda mais difícil o acesso dos moradores aos serviços e benefícios."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "TERRITÓRIO, ESCOLA, ASSISTÊNCIA SOCIAL, URBANIZAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID4325_09092017122332.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CELYANE SOUZA DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "CELYANE SOUZA"
    "autor_email" => "celyanesouza1@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O estudo desenvolveu-se na escola Nazinha Barbosa da Franca, localizada no Bairro de Manaíra, em João Pessoa-PB. A escola atende as crianças e aos adolescentes moradoras do Bairro São José, integrando a maior parte dos estudantes. tem como objetivo discutir e analisar as problemáticas urbanas que incidem no descumprimento das condicionalidades do Programa Bolsa Família (PBF) na educação, na perspectiva de compreender e intervir sobre a questão da infrequência e permanência de crianças e adolescentes na escola, visando a garantia de direitos, aliado ao fortalecimento de vínculos dos indivíduos e suas famílias com a escola e com a sociedade, a fim de que tenham acesso a educação e à proteção social. Procedeu-se mediante o acompanhamento, mapeamento e monitoramento dos alunos e suas famílias, que estão em descumprimento ao beneficio na referida escola, complementado através de revisão bibliográfica. Desse modo, no processo da intervenção na escola, no acompanhamento das famílias, possibilitou levantar expressões da questão urbana que interferem no descumprimento do PBF, no caso na infrequência e evasão na escola. Logo, neste trabalho, foi problematizado às condições ambientais presentes no território e de infra-estrutura e serviços em que se insere o Bairro São José, que impactam no deslocamento e no acesso difícil à escola pelos seus moradores e no conseqüente descumprimento à condicionalidade exigida na Política de Assistência Social. O Bairro São José, paradoxalmente, não está distante da escola, em periferias longínquas, mas tem uma história associada à ocupação ribeirinha, subequipado e "apartado" do tecido urbano, com condições precárias de urbanidade e de pobreza absoluta. Observa-se, contudo, que a questão do "direito à cidade" para as classes de baixa renda não se resume somente à questão quanto à localização sócio-territorial, no caso, distante dos espaços bem equipados da cidade, embora a periferização seja uma marca dos conjuntos habitacionais construídos. A inexistência de urbanidade impede a circulação em outros bairros, agrava a precariedade e torna ainda mais difícil o acesso dos moradores aos serviços e benefícios.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.