Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO GÊNERO “FOLHETO DE CORDEL”: ADEQUAÇÃO OU INADEQUAÇÃO?

Palavra-chaves: COLOCAÇÃO PRONOMINAL, GÊNERO, CORDEL, GRAMÁTICA, GRAMÁTICA Comunicação Oral (CO) GT 15 – Ensino de línguas
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 35048
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 4426
    "inscrito_id" => 4853
    "titulo" => "A COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO GÊNERO “FOLHETO DE CORDEL”: ADEQUAÇÃO OU INADEQUAÇÃO?"
    "resumo" => """
      RESUMO\r\n
      A colocação pronominal é exigida de acordo com as prescrições gramaticais na constituição de gêneros textuais/discursivos do dia a dia. No entanto, percebe-se que em determinados gêneros escritos, a exemplo daqueles considerados mais coloquiais e/ou menos formais como a letra de canções populares, o email, o antigo folheto de cordel entre outros, o uso é relativizado. No antigo formato do gênero folheto de cordel, por exemplo, não se espera a “adequada” utilização da colocação pronominal. Não obstante, com a modernização do cordel, percebe-se atualmente, uma tendência em se seguir os padrões da gramática tradicional. Dentro dessa perspectiva, esse artigo, oriundo das discussões travadas nas aulas do PROFLETRAS/UEPB/CH, objetiva analisar os usos dos pronomes átonos no folheto de cordel (”Zumbi e Palmares”, do escritor Medeiros Braga), observando-se a adequação ou inadequação da colocação pronominal empregada nesse gênero. O aporte teórico que fundamentou esse trabalho foi composto por estudiosos que tratam dos gêneros textuais/discursivos Marcushi (2008), Bakhtin (1997) e de gramáticos como Bechara (1997), Cegalla (2002), Perini (1998), dentre outros. Pauta-se ainda, nas orientações dos PCN de Língua Portuguesa (1998). Para tal estudo, foi realizada uma pesquisa bibliográfica e descritiva com abordagem quantitativo-qualitativa. Os dados obtidos indicaram o uso dos pronomes átonos de acordo as prescrições da gramática tradicional, evidenciando o uso adequado da próclise e da ênclise pelo autor Medeiros Braga. Além disso, os resultados confirmam que com a modernização do gênero cordel existe a necessidade de adequação do uso da colocação pronominal como meio de possibilitar a aproximação desse gênero a um número maior de leitores.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 15 – Ensino de línguas"
    "palavra_chave" => "COLOCAÇÃO PRONOMINAL, GÊNERO, CORDEL, GRAMÁTICA, GRAMÁTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA15_ID4853_16102017214006.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSELIA PONTES NOGUEIRA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "JOSELIA"
    "autor_email" => "joselia.pontes@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (UEPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 35048
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 4426
    "inscrito_id" => 4853
    "titulo" => "A COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO GÊNERO “FOLHETO DE CORDEL”: ADEQUAÇÃO OU INADEQUAÇÃO?"
    "resumo" => """
      RESUMO\r\n
      A colocação pronominal é exigida de acordo com as prescrições gramaticais na constituição de gêneros textuais/discursivos do dia a dia. No entanto, percebe-se que em determinados gêneros escritos, a exemplo daqueles considerados mais coloquiais e/ou menos formais como a letra de canções populares, o email, o antigo folheto de cordel entre outros, o uso é relativizado. No antigo formato do gênero folheto de cordel, por exemplo, não se espera a “adequada” utilização da colocação pronominal. Não obstante, com a modernização do cordel, percebe-se atualmente, uma tendência em se seguir os padrões da gramática tradicional. Dentro dessa perspectiva, esse artigo, oriundo das discussões travadas nas aulas do PROFLETRAS/UEPB/CH, objetiva analisar os usos dos pronomes átonos no folheto de cordel (”Zumbi e Palmares”, do escritor Medeiros Braga), observando-se a adequação ou inadequação da colocação pronominal empregada nesse gênero. O aporte teórico que fundamentou esse trabalho foi composto por estudiosos que tratam dos gêneros textuais/discursivos Marcushi (2008), Bakhtin (1997) e de gramáticos como Bechara (1997), Cegalla (2002), Perini (1998), dentre outros. Pauta-se ainda, nas orientações dos PCN de Língua Portuguesa (1998). Para tal estudo, foi realizada uma pesquisa bibliográfica e descritiva com abordagem quantitativo-qualitativa. Os dados obtidos indicaram o uso dos pronomes átonos de acordo as prescrições da gramática tradicional, evidenciando o uso adequado da próclise e da ênclise pelo autor Medeiros Braga. Além disso, os resultados confirmam que com a modernização do gênero cordel existe a necessidade de adequação do uso da colocação pronominal como meio de possibilitar a aproximação desse gênero a um número maior de leitores.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 15 – Ensino de línguas"
    "palavra_chave" => "COLOCAÇÃO PRONOMINAL, GÊNERO, CORDEL, GRAMÁTICA, GRAMÁTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA15_ID4853_16102017214006.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSELIA PONTES NOGUEIRA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "JOSELIA"
    "autor_email" => "joselia.pontes@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (UEPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

RESUMO A colocação pronominal é exigida de acordo com as prescrições gramaticais na constituição de gêneros textuais/discursivos do dia a dia. No entanto, percebe-se que em determinados gêneros escritos, a exemplo daqueles considerados mais coloquiais e/ou menos formais como a letra de canções populares, o email, o antigo folheto de cordel entre outros, o uso é relativizado. No antigo formato do gênero folheto de cordel, por exemplo, não se espera a “adequada” utilização da colocação pronominal. Não obstante, com a modernização do cordel, percebe-se atualmente, uma tendência em se seguir os padrões da gramática tradicional. Dentro dessa perspectiva, esse artigo, oriundo das discussões travadas nas aulas do PROFLETRAS/UEPB/CH, objetiva analisar os usos dos pronomes átonos no folheto de cordel (”Zumbi e Palmares”, do escritor Medeiros Braga), observando-se a adequação ou inadequação da colocação pronominal empregada nesse gênero. O aporte teórico que fundamentou esse trabalho foi composto por estudiosos que tratam dos gêneros textuais/discursivos Marcushi (2008), Bakhtin (1997) e de gramáticos como Bechara (1997), Cegalla (2002), Perini (1998), dentre outros. Pauta-se ainda, nas orientações dos PCN de Língua Portuguesa (1998). Para tal estudo, foi realizada uma pesquisa bibliográfica e descritiva com abordagem quantitativo-qualitativa. Os dados obtidos indicaram o uso dos pronomes átonos de acordo as prescrições da gramática tradicional, evidenciando o uso adequado da próclise e da ênclise pelo autor Medeiros Braga. Além disso, os resultados confirmam que com a modernização do gênero cordel existe a necessidade de adequação do uso da colocação pronominal como meio de possibilitar a aproximação desse gênero a um número maior de leitores.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.