Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

O INTERDISCURSO: ELEMENTO CONSTITUINTE DO GÊNERO TEXTUAL/DISCURSIVO CHARGE

Palavra-chaves: DISCURSO, INTERDISCURSO, CHARGE Comunicação Oral (CO) GT06-AS PRÁTICAS DISCURSIVAS DO COTIDIANO: ENTRE O PODER E A RESISTÊNCIA Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

A charge é um gênero jornalístico de grande circulação social através da mídia impressa ou digital e apresenta uma leitura crítica de fatos, notícias e pessoas que estejam em evidência. Em decorrência disso, concorrem para a sua constituição os discursos do (a) chargista ou do veículo de divulgação que ele representa, das notícias veiculadas na mídia a respeito daquilo que é satirizado no texto, e os discursos que circulam social e historicamente nos mais variados meios de interação social. Compreendê-la satisfatoriamente requer a mobilização de conhecimentos que envolvem o entrelaçamento dos discursos envoltos na sua constituição. Diante do exposto, este trabalho tem o objetivo de apresentar uma análise da presença do interdiscurso na constituição do discurso apresentado através do gênero charge. Os temas e os meios de divulgação desse gênero são vários e isso fez surgir a necessidade um recorte temático e de meio de divulgação, dessa forma as charges apontam para o mesmo tema, que é o impeachment da então presidenta Dilma Roussef, e para o mesmo meio de divulgação, o site “Charges na rua”, criado e mantido pelo chargista Régis Soares. Este trabalho é de natureza qualitativa, do tipo documental e é orientado pelos pressupostos teóricos de Marcuschi (2010), Bentes (2002), Mussalin (2002), entre outros. A análise aponta para o fato de que o gênero em estudo propicia de forma muito clara a compreensão do fenômeno do interdiscurso tendo em vista que evidencia o diálogo intertextual/interdiscursivo entre as opiniões, os sujeitos e os acontecimentos que são notícia diariamente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.