Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

LITERATURA INFANTIL E GÊNERO: RELAÇÕES EM “MENINO BRINCA DE BONECA? ” E “BIBI BRINCA COM MENINOS”

Palavra-chaves: LITERATURA, INFÂNCIA, GÊNERO Comunicação Oral (CO) GT17-LITERATURA INFANTOJUVENIL E DIVERSIDADE DE GÊNEROS LITERÁRIOS Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Observa-se, como coaduna Paulino (2012), que a literatura infantil pode estimular o hábito da leitura e levar os leitores de forma lúdica a refletirem sobre determinadas temáticas contemporâneas como, por exemplo, as relações de gênero e as representações do masculino e feminino. Nota-se, como corrobora Louro (1997), que as divisões de brincadeiras para meninos e brincadeiras para meninas são construções históricas sociais que moldam e reproduzem padrões dos papéis aceitos socialmente. Sendo assim, sabe-se que as relações de gênero podem ser discutidas através da literatura com crianças e jovens. Mas até que ponto essas relações são representadas na literatura infantojuvenil? A partir desse questionamento, busca-se, analisar como acontecem as relações de gênero nos diálogos entre texto-imagem das obras literárias “Menino brinca de boneca? ” de Marcos Ribeiro (2011) e “Bibi brinca com meninos” de Alejandro Rosas (2010). A presença de uma abordagem igualitária entre os papeis masculinos e femininos, que vai ser totalmente oposta ao que é ditado pelo sistema patriarcal, e a questão do respeito e a não discriminação foram os pontos principais considerados como justificativa para a escolha desses dois livros infantis como eixo central de nossa análise. Dessa forma, iniciaremos o texto conceituando o que seria a literatura infantil e a sua importância, para depois aprofundar sobre a questão de gênero e igualdade nas obras citadas, e como abordar essas temáticas na escola. Logo, pretende-se, como percurso metodológico, realizar uma análise do texto e imagem, observando as proximidades e particularidades entre as duas obras literárias, bem como, verificar de que maneira são trabalhadas as representações de gênero. Portanto, como aporte teórico dessa pesquisa, utilizaremos autores como Hunt (2010) para discussão sobre literatura infantil; Ribeiro (2008) para contextualizar os diálogos entre texto e imagem e a importância dessas ilustrações para a criança; Beauvoir (2009) e Bourdieu (2012) quanto a infância e sobre o feminino e masculino como construção social e Louro (1997), quanto ao gênero demarcado desde a infância. Pretende-se com essa pesquisa, identificar como as representações de gênero são representadas nas obras de literatura infantil a serem analisadas e qual a melhor maneira de aborda-las nas aulas de língua portuguesa.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.