Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

IMAGEM E MEMÓRIA EM PROPAGANDAS DA HORTIFRUTI: UM CASO DE INTERICONICIDADE

Palavra-chaves: ANÁLISE DO DISCURSO, IMAGEM, MEMÓRIA DISCUSIVA, INTERICONICIDADE, INTERICONICIDADE Comunicação Oral (CO) GT19-DISCURSO, HISTÓRIA E CULTURA: REFLEXÕES SOBRE O TEXTO MIDIÁTICO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Considerando o fato de que as mensagens veiculadas socialmente estão cada vez mais multimodalizadas, isto é, compostas/configuradas por mais de um recurso semiótico de linguagem, pode-se dizer que os sentidos encontram-se tanto na forma composicional dos textos (verbais, não verbais e/ou multimodais) como em sua materialidade extralinguística. Evidenciam-se, desse modo, as condições de produção dos textos/discursos/enunciados em um dado contexto, por um viés sócio-histórico, cultural e ideológico. No que se refere às questões de informatividade visual, considera-se a imagem como sendo um modo semiótico capaz de produzir sentidos em diferentes situações comunicativas, podendo relacionar-se a outras histórias e outros contextos. É pensando nessa relação discursiva entre imagem e memória que se problematiza a noção de intericonicidade em consonância com a linguagem multimodal no contexto da publicidade, questionando-se: Como a multimodalidade pode contribuir para os efeitos de sentidos no discurso publicitário? De que modo o enunciado imagético estabelece a interdiscursividade? Quais relações de sentidos decorrem do diálogo entre imagem e memória em textos midiáticos? Frente a esses questionamentos, este artigo investiga os efeitos de sentidos decorrentes das articulações multimodais no discurso publicitário da Rede Hortifruti, buscando evidenciar o caráter discursivo das materialidades imagéticas. A intericonicidade é assim evidenciada em um corpus constituído por duas propagandas da Hortifruti, centralizando a relação entre imagem e memória na construção das discursividades contemporâneas. Partindo de algumas ferramentas conceituais da Análise do Discurso (AD) de linha francesa, discute os pressupostos que envolvem a noção de formação discursiva, memória discursiva, interdiscurso e intericonicidade. Os resultados revelam que, em tais propagandas, os sentidos se delineiam por movimentos de intericonicidade, levando o leitor/consumidor à fácil memorização da marca, bem como à compreensão das estratégias persuasivas utilizadas pela publicidade por meio da linguagem multimodal. Também apontam para a necessidade de uma abordagem significativa de textos multimodais em sala de aula, tendo em vista direcionar o aluno à percepção dos discursos em diferentes materialidades, inclusive, imagéticas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.