Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

A NEGAÇÃO QUE AFIRMA: UMA ANÁLISE DO NÃO PRÉ-VERBAL NA ESTRUTUTRA CORRELATA “NÃO... E SIM”, EM TEXTOS ESCRITOS POR VESTIBULANDOS

Palavra-chaves: GRAMATICALIZAÇÃO, NÃO PRÉ-VERBAL, CORRELAÇÃO NEGATIVA Comunicação Oral (CO) GT05-ESTUDOS DESCRITIVOS DA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS SOB UMA PERSPECTIVA FUNCIONALISTA
"2017-04-27 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 27186
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 454
    "inscrito_id" => 217
    "titulo" => "A NEGAÇÃO QUE AFIRMA: UMA ANÁLISE DO NÃO PRÉ-VERBAL NA ESTRUTUTRA CORRELATA “NÃO... E SIM”, EM TEXTOS ESCRITOS POR VESTIBULANDOS"
    "resumo" => "A negação é um universal linguístico presente em todas as línguas, cada uma das quais revelando formas particulares de manifestar o ato de negar, mental por natureza, humano por excelência. O objetivo deste trabalho é descrever o funcionamento linguístico-discursivo de uma das formas mais prototípicas de negação em língua portuguesa, o NÃO pré-verbal, no processo de constituição da estrutura negativa correlata “NÃO pré-verbal... e SIM”, em textos produzidos por vestibulandos da Universidade Estadual da Paraíba. Com base no Funcionalismo Linguístico de vertente norte-americana, especialmente na abordagem sociocognitiva do processo de gramaticalização das construções linguísticas (GIVÓN, 1979, 1984, 1990, 2012; TRAUGOTT, 1984; HOPPER, 1987; TRAUGOTT & HEINE, 1991, HEINE et alii, 1991), observamos que a estrutura em análise pode apresentar uma trajetória sincrônica de gramaticalização em franca mudança, a partir de seus usos mais conectivos e modalizadores/argumentativos, tendo em vista a constituição de uma construção correlata negativa através da qual é possível flagrar o funcionamento da negação por meio da afirmação, em que se nega uma ideia para, posteriormente, (re)afirmá-la, num movimento sintático-semântico-discursivo a que chamaremos de encapsulamento do NÃO pré-verbal por retroação afirmativa, ou construção correlata negativa por retroação afirmativa. Para tanto, comparamos as abordagens tradicional e funcionalista no tratamento dado ao advérbio de negação NÃO, tendo em vista a sua constituição como construção correlata negativa, nos textos dos vestibulandos, mais particularmente, em artigos de opinião sobre a prática de downloads de conteúdos da internet, tema do concurso Vestibular da Universidade Estadual da Paraíba, no ano de 2012."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT05-ESTUDOS DESCRITIVOS DA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS SOB UMA PERSPECTIVA FUNCIONALISTA"
    "palavra_chave" => "GRAMATICALIZAÇÃO, NÃO PRÉ-VERBAL, CORRELAÇÃO NEGATIVA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA5_ID217_19032017123439.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:11"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "DALVA LOBÃO ASSIS"
    "autor_nome_curto" => "DALVA LOBÃO"
    "autor_email" => "dalvalob@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 27186
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 454
    "inscrito_id" => 217
    "titulo" => "A NEGAÇÃO QUE AFIRMA: UMA ANÁLISE DO NÃO PRÉ-VERBAL NA ESTRUTUTRA CORRELATA “NÃO... E SIM”, EM TEXTOS ESCRITOS POR VESTIBULANDOS"
    "resumo" => "A negação é um universal linguístico presente em todas as línguas, cada uma das quais revelando formas particulares de manifestar o ato de negar, mental por natureza, humano por excelência. O objetivo deste trabalho é descrever o funcionamento linguístico-discursivo de uma das formas mais prototípicas de negação em língua portuguesa, o NÃO pré-verbal, no processo de constituição da estrutura negativa correlata “NÃO pré-verbal... e SIM”, em textos produzidos por vestibulandos da Universidade Estadual da Paraíba. Com base no Funcionalismo Linguístico de vertente norte-americana, especialmente na abordagem sociocognitiva do processo de gramaticalização das construções linguísticas (GIVÓN, 1979, 1984, 1990, 2012; TRAUGOTT, 1984; HOPPER, 1987; TRAUGOTT & HEINE, 1991, HEINE et alii, 1991), observamos que a estrutura em análise pode apresentar uma trajetória sincrônica de gramaticalização em franca mudança, a partir de seus usos mais conectivos e modalizadores/argumentativos, tendo em vista a constituição de uma construção correlata negativa através da qual é possível flagrar o funcionamento da negação por meio da afirmação, em que se nega uma ideia para, posteriormente, (re)afirmá-la, num movimento sintático-semântico-discursivo a que chamaremos de encapsulamento do NÃO pré-verbal por retroação afirmativa, ou construção correlata negativa por retroação afirmativa. Para tanto, comparamos as abordagens tradicional e funcionalista no tratamento dado ao advérbio de negação NÃO, tendo em vista a sua constituição como construção correlata negativa, nos textos dos vestibulandos, mais particularmente, em artigos de opinião sobre a prática de downloads de conteúdos da internet, tema do concurso Vestibular da Universidade Estadual da Paraíba, no ano de 2012."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT05-ESTUDOS DESCRITIVOS DA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS SOB UMA PERSPECTIVA FUNCIONALISTA"
    "palavra_chave" => "GRAMATICALIZAÇÃO, NÃO PRÉ-VERBAL, CORRELAÇÃO NEGATIVA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA5_ID217_19032017123439.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:11"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "DALVA LOBÃO ASSIS"
    "autor_nome_curto" => "DALVA LOBÃO"
    "autor_email" => "dalvalob@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

A negação é um universal linguístico presente em todas as línguas, cada uma das quais revelando formas particulares de manifestar o ato de negar, mental por natureza, humano por excelência. O objetivo deste trabalho é descrever o funcionamento linguístico-discursivo de uma das formas mais prototípicas de negação em língua portuguesa, o NÃO pré-verbal, no processo de constituição da estrutura negativa correlata “NÃO pré-verbal... e SIM”, em textos produzidos por vestibulandos da Universidade Estadual da Paraíba. Com base no Funcionalismo Linguístico de vertente norte-americana, especialmente na abordagem sociocognitiva do processo de gramaticalização das construções linguísticas (GIVÓN, 1979, 1984, 1990, 2012; TRAUGOTT, 1984; HOPPER, 1987; TRAUGOTT & HEINE, 1991, HEINE et alii, 1991), observamos que a estrutura em análise pode apresentar uma trajetória sincrônica de gramaticalização em franca mudança, a partir de seus usos mais conectivos e modalizadores/argumentativos, tendo em vista a constituição de uma construção correlata negativa através da qual é possível flagrar o funcionamento da negação por meio da afirmação, em que se nega uma ideia para, posteriormente, (re)afirmá-la, num movimento sintático-semântico-discursivo a que chamaremos de encapsulamento do NÃO pré-verbal por retroação afirmativa, ou construção correlata negativa por retroação afirmativa. Para tanto, comparamos as abordagens tradicional e funcionalista no tratamento dado ao advérbio de negação NÃO, tendo em vista a sua constituição como construção correlata negativa, nos textos dos vestibulandos, mais particularmente, em artigos de opinião sobre a prática de downloads de conteúdos da internet, tema do concurso Vestibular da Universidade Estadual da Paraíba, no ano de 2012.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.