Artigo Anais VIII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICORRACIAIS EM UMA TURMA DO 5º ANO DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ITAPETINGA-BA: O QUE NOS DIZEM AS CRIANÇAS?

Palavra-chaves: CRIANÇAS, EDUCAÇÃO, RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS, SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA Comunicação Oral (CO) GT 14 – EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
"2016-11-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 25202
    "edicao_id" => 52
    "trabalho_id" => 495
    "inscrito_id" => 3609
    "titulo" => "EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICORRACIAIS EM UMA TURMA DO 5º ANO DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ITAPETINGA-BA: O QUE NOS DIZEM AS CRIANÇAS?"
    "resumo" => "Nesta pesquisa, tivemos como objetivos analisar como as crianças agem, acionam e vivenciam as noções de racismo e discriminação racial em suas relações com outras crianças e adultos, além de identificar e analisar como se expressam o racismo e as práticas racistas no dia a dia das rotinas escolares, em uma turma do 5º ano de uma escola do município de Itapetinga-BA. Utilizamo-nos de autores que têm discutido essa temática, a exemplo de Cavalleiro (2001, 2014), Silva (2010, 2015), Passos (2012), Fazzi (2006), Bastos (2015) e outros. Através das intervenções pode-se perceber a negação dos traços negroides e o desejo pelos traços caucasoides, ou seja, o “privilégio simbólico da brancura” é reelaborado pelas crianças e estas, quase sempre, enxergam na branquitude o valor e a referência positiva."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 14 – EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS"
    "palavra_chave" => "CRIANÇAS, EDUCAÇÃO, RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS, SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV057_MD1_SA14_ID3609_09092016162431.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:11"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:47:18"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "POLIANA ALMEIDA SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "POLIANA ALMEIDA"
    "autor_email" => "poli.a.santos@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-viii-fiped"
    "edicao_nome" => "Anais VIII FIPED"
    "edicao_evento" => "VIII Fórum Internacional de Pedagogia"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/fiped/2016"
    "edicao_logo" => "5e488d75d4c39_15022020213149.png"
    "edicao_capa" => "5f186e058f295_22072020134909.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-11-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 1
    "publicacao_nome" => "Revista FIPED"
    "publicacao_codigo" => "2316-1086"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 25202
    "edicao_id" => 52
    "trabalho_id" => 495
    "inscrito_id" => 3609
    "titulo" => "EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICORRACIAIS EM UMA TURMA DO 5º ANO DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ITAPETINGA-BA: O QUE NOS DIZEM AS CRIANÇAS?"
    "resumo" => "Nesta pesquisa, tivemos como objetivos analisar como as crianças agem, acionam e vivenciam as noções de racismo e discriminação racial em suas relações com outras crianças e adultos, além de identificar e analisar como se expressam o racismo e as práticas racistas no dia a dia das rotinas escolares, em uma turma do 5º ano de uma escola do município de Itapetinga-BA. Utilizamo-nos de autores que têm discutido essa temática, a exemplo de Cavalleiro (2001, 2014), Silva (2010, 2015), Passos (2012), Fazzi (2006), Bastos (2015) e outros. Através das intervenções pode-se perceber a negação dos traços negroides e o desejo pelos traços caucasoides, ou seja, o “privilégio simbólico da brancura” é reelaborado pelas crianças e estas, quase sempre, enxergam na branquitude o valor e a referência positiva."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 14 – EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS"
    "palavra_chave" => "CRIANÇAS, EDUCAÇÃO, RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS, SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV057_MD1_SA14_ID3609_09092016162431.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:11"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:47:18"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "POLIANA ALMEIDA SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "POLIANA ALMEIDA"
    "autor_email" => "poli.a.santos@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-viii-fiped"
    "edicao_nome" => "Anais VIII FIPED"
    "edicao_evento" => "VIII Fórum Internacional de Pedagogia"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/fiped/2016"
    "edicao_logo" => "5e488d75d4c39_15022020213149.png"
    "edicao_capa" => "5f186e058f295_22072020134909.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-11-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 1
    "publicacao_nome" => "Revista FIPED"
    "publicacao_codigo" => "2316-1086"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de novembro de 2016

Resumo

Nesta pesquisa, tivemos como objetivos analisar como as crianças agem, acionam e vivenciam as noções de racismo e discriminação racial em suas relações com outras crianças e adultos, além de identificar e analisar como se expressam o racismo e as práticas racistas no dia a dia das rotinas escolares, em uma turma do 5º ano de uma escola do município de Itapetinga-BA. Utilizamo-nos de autores que têm discutido essa temática, a exemplo de Cavalleiro (2001, 2014), Silva (2010, 2015), Passos (2012), Fazzi (2006), Bastos (2015) e outros. Através das intervenções pode-se perceber a negação dos traços negroides e o desejo pelos traços caucasoides, ou seja, o “privilégio simbólico da brancura” é reelaborado pelas crianças e estas, quase sempre, enxergam na branquitude o valor e a referência positiva.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.