Artigo Anais VIII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 229
A COMPLEXIDADE E OS ESTUDOS LINGUÍSTICOS NO ENSINO DE LÍNGUA MATERNA: AS TERMINOLOGIAS SUBSTANTIVO E ADJETIVO

Palavra-chaves: ESTUDOS LINGUíSTICOS, ENSINO DE LíNGUA MATERNA, SUBSTANTIVOS E ADJETIVOS. Comunicação Oral (CO) GT 21 – ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA Publicado em 09 de novembro de 2016

Resumo

Resumo: O objetivo deste estudo é refletir sobre a língua e sobre a complexidade explicitada pelo viés da educação e do ensino gramatical, enquanto procedimento normativo básico e elementar. A partir da fala de professores, analisa-se a necessidade, ou não, de se ensinar a teoria gramatical; neste caso, relativa a substantivos e adjetivos. Tem-se, como referencial teórico-metodológico, a teoria da complexidade de Edgar Morin (2008), além de estudos exploratórios e bibliográficos; logo, nosso ponto de partida metodológico não pode ser fechado nem restrito, já que a realidade, tanto teórica quanto prática, que foi pesquisada, é evidentemente complexa no tocante às suas disposições epistemológicas, o que exige uma postura madura e aberta. A triangulação (Flick, 2007), também, faz parte deste trabalho, porque se verifica que, num paradigma complexo, a abordagem indica a combinação de diferentes métodos, grupos de estudo, ambientes locais e temporais, além de perspectivas teóricas distintas no tratamento desse fenômeno.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.