Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

PROJETO VIVER MELHOR: VIVÊNCIAS, FORMAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES DURANTE A APOSENTADORIA

Palavra-chaves: APOSENTADORIA, PROJETOS DE VIDA, SAÚDE, EMPREENDEDORISMO, EMPREENDEDORISMO Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission AT-12: ENVELHECIMENTO E INTERDISCIPLINARIDADE Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

A ampliação da expectativa de vida da população brasileira, atualmente entre 72 e 78 anos, segundo dados do IBGE, reflete a urgência da sociedade e dos órgãos públicos e privados, no tocante ao oferecimento de condições e políticas que contemplem este novo perfil populacional. A realidade nacional é sentida nas esferas municipais e, no caso de Mossoró, o Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (PREVI-MOSSORÓ) abrangeu até agosto de 2016, 451 servidores (aposentados e pensionistas). Considerando este quantitativo, que cresce cerca de 2,7% a cada mês, o PREVI-MOSSORÓ planejou e implementou em setembro de 2015, o Projeto Viver Melhor direcionado para o público de servidores já aposentados e pensionistas, assim como, os que estão na iminência de ingressar no período pós-carreira (aposentadoria), devidamente vinculados ao referido Instituto. A iniciativa foi idealizada e, antes de seu lançamento oficial foram realizadas visitas domiciliares para a identificação das particularidades do público, bem como, levantamento de seus desejos, expectativas e necessidades. Entre os objetivos principais do Projeto destacam-se: motivar e incentivar o surgimento de iniciativas focadas em novos projetos de vida para os participantes; promover espaços de convivência, bem-estar, cuidado com a saúde e prevenção de doenças; fomentar espaços sistemáticos de discussão, integração e vivências de uma melhor qualidade de vida, capazes de potencializar aquisição de hábitos mais saudáveis e criar espaços de fortalecimentos de relacionamentos profissionais, de entretenimento e descontração; preparar os servidores que estão próximo de se aposentar, cidadãos ainda produtivos, para que possam encarar a nova realidade e enfrentar o mundo fora do trabalho formal com autoestima elevada e motivação necessária para novas atividades. A metodologia utilizada teve como influência o método dialético, compreendendo o contexto e o cenário como mutáveis. Foram realizadas visitas domiciliares e aplicação de questionários, base para direcionar as ações de acordo com os anseios do público alvo. O Projeto abarca encontros mensais com os aposentados e pensionistas, assim como, encontros sistemáticos de planejamento e avaliação por parte da equipe técnica. São elaborados relatórios anuais para registrar e documentar as realizações do Projeto. Em 2015, o Projeto concretizou 04 encontros e contemplou nestes um público de aproximadamente 250 aposentados e pensionistas, além de curso de artesanato. Em 2016, o Projeto ganhou maior proporção, concretizou 06 encontros até junho de 2016, inovou com o Café com Conversa, Cine Viver Melhor, Oficinas de Empreendedorismo, Cursos de Artesanato, Ações nas Praças, incluindo temas e sugestões dos próprios aposentados e pensionistas participantes. Resultados já foram identificados a partir das ações realizadas, tanto no tocante à melhoria do relacionamento social e comunitário, ocupação produtiva e criativa do tempo, iniciativas empreendedoras, motivação e satisfação por parte de vários atores participantes do Projeto Viver Melhor. Diante dos êxitos alcançados novas ideias e propostas estão em fase de análise para ramificar o Projeto e conceder um Viver Melhor a um maior número de aposentados e pensionistas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.