Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 208
IDENTIFICAR AS CARACTERÍSTICAS DA OCORRÊNCIA DE VIOLÊNCIA CONTRA OS IDOSOS.

Palavra-chaves: IDOSO, NOTIFICAÇÃO, VIOLÊNCIA Pôster (PO) / Poster Submission AT-3: ENFERMAGEM E A SAÚDE DA PESSOA IDOSA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

OBJETIVOS: O presente estudo possui o objetivo de identificar as características da ocorrência de violência contra os idosos entre 2010 a 2015 no Brasil, segundo notificações registradas no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). METODOLOGIA: Estudo retrospectivo, descritivo, realizado com dados obtidos no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – versão Net (Sinan Net) englobando as notificações de violência doméstica, sexual e/ou outras violências na população de idosos acima de 60 anos. RESULTADOS A Tabela 1 mostra em sua maior relevância os casos de violência com evolução para alta (27845 casos), o local com maior índice de ocorrência como sendo as residências (25776) e os filhos como os maiores agressores (10179). Os dados alarmantes mostram que os maiores níveis de agressões partem da família dentro de suas próprias casas. Isso se dar pelo aumento do número de idosos que vivem em situações de doenças crônicas resultando em incapacidade e vulnerabilidade. CONCLUSÃO O presente estudo de caráter retrospectivo e descritivo faz evidências a respeito da violência contra a pessoa idosa, com casos notificados entre os anos de 2010 a 2014. É importante ressaltar que ainda é escasso os dados sobre as agressões sofridas pelos idosos, pois, os mesmos não relatam os abusos e violências sofridas, em virtude do medo, constrangimento e ameaça por parte do agressor, onde na maioria da vezes os autores dessas agressões são seus próprios cuidadores. Neste estudo podemos evidenciar que o maior índice de violência contra o idoso é executado em sua maioria das vezes em sua própria residência, a pesquisa também indica que o autor da agressão na maioria das vezes é os próprios filhos dos idosos e pessoas desconhecidas. Esta pesquisa indica que a variante de evolução do caso tem maiores incidências respectivamente em alta e óbito por violência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.