Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 191
AÇÕES DE PROMOÇÃO EM SAÚDE PARA PREVENÇÃO DE AGRAVOS FÍSICOS NO CENTRO DE CONVIVÊNCIA DE IDOSOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA.

Palavra-chaves: IDOSOS, PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E PROTEÇÃO EM SAÚDE, EXERCÍCIO FÍSICO Pôster (PO) / Poster Submission AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA

Resumo

A idade avançada traz consigo declínios nas funções de integração visual, da sensação vestibular e periférica, dos comandos centrais, das respostas neuromusculares, da força muscular e do tempo de reação, que influenciam na alteração do equilíbrio e da coordenação. O processo de envelhecimento por si só já é um fator potencializador para o acometimento de agravos físicos, que somado a desinformação sobre formas de prevenção e promoção à saúde resulta em dados relacionados a frequência de quedas da população idosa. Visto que o Centro de Convivência de Idosos é um meio de abranger esta população de forma ampla para a prática de promoção, prevenção e proteção à saúde do público em questão, a Equipe Multidisciplinar de Residentes em Atenção Básica em Saúde da Família e Comunidade, desenvolveu ações em saúde nesse espaço. O presente estudo se caracteriza como relato de experiência, em que foram desenvolvidas ações em saúde, voltadas para o exercício físico de força muscular, equilíbrio, coordenação e estimulo da cognição. No geral os exercícios propiciaram um momento de interação, descontração e estreitamento de vínculos entre os idosos, tendo em vista que eles são participativos e gostam de se sentir ativos. Com tudo isso, pode-se observar que a maioria das perdas funcionais e cognitivas se acentua durante a terceira idade e, por isso, se torna clara a necessidade de maior atenção a variados estados de condições de saúde dos idosos, sendo prioritário a intervenção preventiva e de promoção à saúde, através de intervenções de equipes multidisciplinares, em Centros de Convivência de Idosos, para abranger um maior número de indivíduos dessa população. As ações tornaram-se instrumentalizadoras de mudanças de vidas, propiciando a prevenção de quedas e outros agravos acometidos na terceira idade, a partir da promoção do exercício físico e de atividades de reflexão ao processo de envelhecimento e cuidado do ambiente que se inserem.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.