Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

A PERDA DA QUALIDADE DO SONO EM PACIENTES PORTADORES DE DTM

Palavra-chaves: ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR, SONO, DOR CRÔNICA Comunicação Oral (CO) AT-02: ODONTOLOGIA Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

A Disfunção Temporomandibular (DTM) é uma patologia que acomete a Articulação Temporomandibular e/ou os músculos mastigatórios. Esta disfunção está frequentemente associada a dores musculares crônicas que podem afetar a qualidade de sono do paciente acometido. Tendo como objetivo avaliar o grau de DTM e sua relação com a qualidade do sono. A amostra do estudo foi constituída por 50 pacientes portadores de DTM, atendidos na Clínica Escola de Odontologia do UNIPÊ e na Clínica de Oclusão da UFPB. Foi utilizado o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh para avaliar a qualidade do sono dos pacientes e o RDC/TMD para diagnosticar o grau e o tipo de DTM. Os dados foram registrados na forma de banco de dados do programa de informática SPSS para Windows, versão 20.0, e analisados por meio de estatística descritiva e inferencial. Através do presente estudo, foi possível observar que 86,7% dos pacientes portadores da referida disfunção não tem um sono adequado, e 90% dos mesmos sentem como consequência uma indisposição durante o dia. Concluímos que não existe relação estatisticamente significante entre a dor muscular ou articular com a má qualidade do sono; existe relação significante entre o Distúrbio do Sono e a Osteoartrite e 86,7% dos pacientes portadores de DTM tem sono insatisfatório para manutenção correta do organismo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.