Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

O SILENCIAR DO DESEJO – ANÁLISE DO CONTO “AQUELES DOIS” DE CAIO FERNANDO ABREU

Palavra-chaves: GÊNERO E SEXUALIDADE, CAIO FERNANDO ABREU, LITERATURA E SOCIEDADE, SILÊNCIO Comunicação Oral (CO) Estudos literários, Gênero e Sexualidades Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

Nessa pesquisa proponho analisar os contos de Caio Fernando Abreu, situados no livro “Morangos mofados” e relacionar suas características estéticas e composicionais ao que Lourival Holanda e Roland Barthes consideram como “as vozes do silêncio”, ou seja, procuro observar os silêncios da obra, atentando para o fator motivacional para a utilização deles, sendo um dos fatores principais o silenciar para manter os bons costumes, esconder as diferenças sexuais e de gênero. O estudo se organiza da seguinte forma: primeiramente ocorre à contextualização do autor (Caio Fernando Abreu) e do conto (Aqueles dois e Morangos mofados), considerando o quadro geral da literatura brasileira contemporânea; a segunda parte da pesquisa compreende um estudo teórico acerca do silêncio, segundo a perspectiva de Lourival Holanda e Roland Barthes, seguida da análise do conto, relação entre a teoria e a obra literária. Ao analisar os contos, percebemos que eles possuem silêncios perturbadores, que remetem às questões sociais e estéticas. Seja um silêncio utilizado como mantenedor dos bons costumes, pois o conto em análise silencia, porque simboliza a relação amorosa entre dois homens, para manter a moral aos olhos da sociedade. A partir dessa análise poderá ser discutida a presença das “vozes do silêncio” como elemento que compõe a estética do escritor contemporâneo, Caio Fernando Abreu.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.