Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 236
INTERSEXUALIDADE E A (DES) CONSTRUÇÃO DO BINARISMO SEXUAL

Palavra-chaves: INTERSEXUAIS, BINARISMO, GÊNERO Comunicação Oral (CO) Gênero, Sexualidades e Modos de Subjetivação Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

Ao longo dos séculos, a sociedade construiu uma única “verdade” em relação aos sujeitos, enquadrando-os em uma existência binária onde só caberiam dois aspectos, a saber, masculino e feminino. Compreender a construção social desses engendramentos é objetivo principal neste artigo cujas reflexões são: o que faz do homem e da mulher se reconhecerem enquanto pertencentes ao gênero masculino ou ao gênero feminino? Até que ponto tal construção afeta e exclui indivíduos que não se enquadram dentro desse limite binário? A identidade de gênero é um aspecto da identidade humana, é inerente à pessoa e o respeito a ela é fundamental para a sua dignidade. Nesse sentido, diante de uma realidade complexa e plural, é um tanto quanto equivocado tornar legítimo apenas dois lados, desconsiderando qualquer outra forma de corporalidade. A partir de pesquisa bibliográfica, pode-se concluir que as pessoas intersexuais são aquelas que nascem com características de ambos os sexos e por não se encaixarem no modelo binário heteronormativo imposto pela sociedade, são relegados à invisibilidade social, ao silêncio, a patologia e à violação de sua dignidade humana.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.