Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 244
ENSINO DE HISTÓRIA NO BRASIL: DA DITADURA AOS DIAS ATUAIS – UMA BREVE DISCUSSÃO.

Palavra-chaves: ENSINO DE HISTÓRIA, HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, FORMAÇÃO DE PROFESSORES Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission História da Educação Publicado em 11 de novembro de 2015

Resumo

As mudanças ocorridas na História escolar durante os anos de vigência da Ditadura Militar no Brasil, especificamente a partir dos anos 1970, em virtude da imposição dos Estudos Sociais e da Educação Moral e Cívica, foram o ponto de partida para a sistematização desse estudo, que teve como objeto de pesquisa o ensino de História na educação básica brasileira. Tendo em vista que nesse contexto a formação dos professores foi comprometida com a criação dos cursos de Licenciaturas Curtas, objetivamos discutir os efeitos das diretrizes oficiais para o ensino de História nesse período, destacando os avanços e permanências presentes nessas propostas e evidenciando o lugar ocupado pela História escolar nos dias atuais. Para tal, utilizaremos como documentos basilares a LDB nº 5.692/71 e os Parâmetros Curriculares Nacionais. A pesquisa, de caráter documental e bibliográfico, teve como fundamentação teórica básica os escritos de Fonseca (2003); Bittencourt (2004); Freitas e Biccas (2009); Silva e Fonseca (2010), dentre outros. A partir da luta pela ressignificação e reorganização do ensino de História no Brasil ocorrida ao longo dos anos de 1980 e 1990, este, passou a ter um papel educativo, formativo e político visando à formação para a cidadania. Desta feita, entendemos que desde as últimas décadas do século XX, como resultado das lutas políticas, a História ensinada hoje na educação básica tem se aproximado dessa proposta que visa à formação integral do sujeito preparando-o para o exercício da cidadania de forma politizada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.