Artigo Anais II CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A CONTRIBUIÇÃO DA PESQUISA SOCIOLINGUÍSTICA PARA O ENSINO DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

Palavra-chaves: EPÊNTESE VOCÁLICA, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, INTERLÍNGUA, APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA. Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Ensino de línguas estrangeiras
"2015-10-14 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 15067
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1594
    "inscrito_id" => 6153
    "titulo" => "A CONTRIBUIÇÃO DA PESQUISA SOCIOLINGUÍSTICA PARA O ENSINO DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA"
    "resumo" => "O desenvolvimento das pesquisas em linguística se destacou durante o século XX. Tanto na perspectiva dos estudos fonológicos como na perspectiva dos estudos em variação linguística ou dos estudos em aquisição de língua estrangeira também a partir da década 1960. Uma convergência das teorias desenvolvidas nessas três áreas de estudos dentro da Linguística é importante para compreender o fenômeno de aquisição de língua estrangeira. Este estudo descreve e analisa o processo variável de inserção da vogal [ɪ] epentética em palavras iniciadas por cluster em posição inicial na língua inglesa por aprendizes brasileiros, do estado da Paraíba, de inglês como língua dita estrangeira, tendo como base pesquisas realizadas a respeito desse fenômeno como: Escartín (2005) com aprendizes hispânicos de inglês como LDE e fenômenos semelhantes. O objetivo dessa pesquisa é, então, identificar a frequência da ocorrência de inserção da epêntese vocálica ou vogal de apoio na posição inicial das palavras em língua inglesa que se iniciam com um dos seguintes clusters /sp/, /st/, /sk/, /sl/, /sm/, e /sn/ por aprendizes brasileiros de inglês como LDE e discutir como este tipo de conhecimento pode contribuir para o ensino e aprendizagem de língua estrangeira. Dentre as variáveis estudadas, discutiremos a consciência fonológica dos aprendizes e o seu papel na não/inserção da vogal epentética. Os resultados alcançados contribuirão não só para entender como ocorre a aprendizagem de inglês como LDE por aprendizes brasileiros, mas promove também implicações pedagógicas no ensino de inglês como LDE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Ensino de línguas estrangeiras"
    "palavra_chave" => "EPÊNTESE VOCÁLICA, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, INTERLÍNGUA, APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD1_SA16_ID6153_07092015200148.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:00"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:02"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALMIR ANACLETO DE ARAUJO GOMES"
    "autor_nome_curto" => "ALMIR GOMES"
    "autor_email" => "almir.ufcg@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 15067
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1594
    "inscrito_id" => 6153
    "titulo" => "A CONTRIBUIÇÃO DA PESQUISA SOCIOLINGUÍSTICA PARA O ENSINO DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA"
    "resumo" => "O desenvolvimento das pesquisas em linguística se destacou durante o século XX. Tanto na perspectiva dos estudos fonológicos como na perspectiva dos estudos em variação linguística ou dos estudos em aquisição de língua estrangeira também a partir da década 1960. Uma convergência das teorias desenvolvidas nessas três áreas de estudos dentro da Linguística é importante para compreender o fenômeno de aquisição de língua estrangeira. Este estudo descreve e analisa o processo variável de inserção da vogal [ɪ] epentética em palavras iniciadas por cluster em posição inicial na língua inglesa por aprendizes brasileiros, do estado da Paraíba, de inglês como língua dita estrangeira, tendo como base pesquisas realizadas a respeito desse fenômeno como: Escartín (2005) com aprendizes hispânicos de inglês como LDE e fenômenos semelhantes. O objetivo dessa pesquisa é, então, identificar a frequência da ocorrência de inserção da epêntese vocálica ou vogal de apoio na posição inicial das palavras em língua inglesa que se iniciam com um dos seguintes clusters /sp/, /st/, /sk/, /sl/, /sm/, e /sn/ por aprendizes brasileiros de inglês como LDE e discutir como este tipo de conhecimento pode contribuir para o ensino e aprendizagem de língua estrangeira. Dentre as variáveis estudadas, discutiremos a consciência fonológica dos aprendizes e o seu papel na não/inserção da vogal epentética. Os resultados alcançados contribuirão não só para entender como ocorre a aprendizagem de inglês como LDE por aprendizes brasileiros, mas promove também implicações pedagógicas no ensino de inglês como LDE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Ensino de línguas estrangeiras"
    "palavra_chave" => "EPÊNTESE VOCÁLICA, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, INTERLÍNGUA, APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD1_SA16_ID6153_07092015200148.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:00"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:02"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALMIR ANACLETO DE ARAUJO GOMES"
    "autor_nome_curto" => "ALMIR GOMES"
    "autor_email" => "almir.ufcg@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 14 de outubro de 2015

Resumo

O desenvolvimento das pesquisas em linguística se destacou durante o século XX. Tanto na perspectiva dos estudos fonológicos como na perspectiva dos estudos em variação linguística ou dos estudos em aquisição de língua estrangeira também a partir da década 1960. Uma convergência das teorias desenvolvidas nessas três áreas de estudos dentro da Linguística é importante para compreender o fenômeno de aquisição de língua estrangeira. Este estudo descreve e analisa o processo variável de inserção da vogal [ɪ] epentética em palavras iniciadas por cluster em posição inicial na língua inglesa por aprendizes brasileiros, do estado da Paraíba, de inglês como língua dita estrangeira, tendo como base pesquisas realizadas a respeito desse fenômeno como: Escartín (2005) com aprendizes hispânicos de inglês como LDE e fenômenos semelhantes. O objetivo dessa pesquisa é, então, identificar a frequência da ocorrência de inserção da epêntese vocálica ou vogal de apoio na posição inicial das palavras em língua inglesa que se iniciam com um dos seguintes clusters /sp/, /st/, /sk/, /sl/, /sm/, e /sn/ por aprendizes brasileiros de inglês como LDE e discutir como este tipo de conhecimento pode contribuir para o ensino e aprendizagem de língua estrangeira. Dentre as variáveis estudadas, discutiremos a consciência fonológica dos aprendizes e o seu papel na não/inserção da vogal epentética. Os resultados alcançados contribuirão não só para entender como ocorre a aprendizagem de inglês como LDE por aprendizes brasileiros, mas promove também implicações pedagógicas no ensino de inglês como LDE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.