Artigo Anais II CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 314
"EVASÃO" E/OU “EXPULSÃO”? UMA ANÁLISE DO QUE OCORRE COM ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

Palavra-chaves: EVASÃO, EXPULSÃO, EJA, EXCLUSÃO SOCIAL Pôster (PO) / Poster Submission Educação de Pessoas Jovens e Adultas Publicado em 14 de outubro de 2015

Resumo

O presente artigo resulta de uma pesquisa em andamento intitulada: "EVASÃO" E/OU “EXPULSÃO”? UMA ANÁLISE DO QUE OCORRE COM ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS, tem como foco a Educação de Jovens e Adultos (EJA), desenvolve-se na linha EJA, Educação popular freireana e formação de professores do Grupo de Estudos, Pesquisas e Práticas em Educação na Amazônia Amapaense (GEPEA), vinculado à Universidade do Estado do Amapá (UEAP). Refletir criticamente sobre a “evasão” e/ ou “expulsão” no contexto da EJA amapaense constitui-se em uma relevância social na medida em que compreende-se que nomear esta problemática como evasão ou expulsão tem que ver com a intencionalidade política de quem faz este tipo de assertiva. Nosso ponto de vista é dar ênfase ao termo expulsão, pois envolve exclusão social em suas mais diferentes faces como a falta de empregos, habitação, acesso à cultura e lazer, e, dando ênfase ao Estado enquanto o principal agente fomentador: falta do direito à educação escolar. Tem-se como objetivo geral analisar processos de "evasão" ou "expulsão" que ocorrem com alunos da modalidade Educação de Jovens e Adultos em uma Escola Pública de Macapá-AP, e como objetivos específicos evidencia-se identificar causas da “evasão” ou “expulsão” de alunos da modalidade EJA desde o ponto de vista de sujeitos da comunidade escolar, explicitar condicionantes socioculturais que podem contribuir com processos de “evasão” ou “expulsão” no contexto da EJA e apontar aspectos próprios de sala de aula que contribuem para a “evasão” ou “expulsão”. Metodologicamente, a pesquisa se caracteriza como uma pesquisa predominantemente qualitativa (MINAYO, 2010), pois apresenta pontos de vista de sujeitos para a compreensão de uma dada realidade. Também conta com características da investigação quantitativa, tais como índices de matrícula, evasão, dentre outros. Essa pesquisa ancora-se em um estudo de caso, a partir do qual é possível analisar um caso singular dentro de um sistema mais amplo, visando compreender de forma profunda e contextualizada, enfatizando a "interpretação em contexto" (LÜDKE; ANDRE, 1986). Tem-se como sujeitos da pesquisa: diretor (a), coordenador (a), docentes e discentes. Como locus da pesquisa tem-se uma escola pública estadual amapaense, situada em Macapá-AP, que funciona apenas com a modalidade EJA. Na apreensão, sistematização e análise de dados, esta produção científica apropria-se de características do método de pesquisa Narrativas de vida (BERTAUX, 2010) por meio de entrevistas narrativas, Dentre os resultados e discussão, realizou-se a pesquisa de campo que consistiu na observação do espaço físico do locus da pesquisa e aplicação de entrevistas narrativas. com base na análise parcial dos dados apreendidos, pode-se concluir que, em geral, os alunos da modalidade de EJA de uma escola pública de Macapá-Ap em sua grande maioria não evadem, não deixam a escola por vontade própria, por simples falta de interesse, sendo estas algumas exceções. Em sua grande maioria, os alunos desde sua infância foram socialmente excluídos, sendo-lhes negado o direito básico à educação escolar na infância e adolescência. Ao retomarem seus estudos, acabam encontrando novamente adversidades externas e internas que, em geral, os expulsam do ambiente escolar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.