Artigo Anais V ENID & III ENFOPROF / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

SONDAGEM DOS RECURSOS AUDIOVISUAIS E TECNOLÓGICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE QUÍMICA EM ESCOLAS PÚBLICAS DA CIDADE DE ARARA – PB

Palavra-chaves: FERRAMENTA DIDÁTICA, CONTEÚDOS QUÍMICOS, APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA Comunicação Oral (CO) Ensino de Química: investigações e vivências da realidade docente na Educação Básica Publicado em 21 de agosto de 2015

Resumo

Atualmente tem-se verificado a necessidade de romper com o ensino conteudista, através da utilização de recursos audiovisuais e tecnológicos tão presente na nossa sociedade. Diante este fato o objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento dos recursos audiovisuais e tecnológicos existentes nas escolas públicas da cidade de Arara – PB, bem como investigar a utilização e limitações destes pelos professores pesquisados. Esta pesquisa foi realizada em três escolas públicas da cidade de Arara – PB, sendo o público alvo dois professores de Química do ensino médio e três professores de Ciências do 9º ano do ensino fundamental, além de um funcionário de cada escola pesquisada. Como instrumento de coleta de dados utilizou-se questionários. Com base na análise dos dados obtidos fica claro que o problema não se encontra na falta de materiais audiovisuais e tecnológicos, pois todas as escolas possuem tais recursos em condições de uso, porém o cerne dessa questão pode estar atribuído ao fato da maior parte destes professores não terem cursado durante sua formação superior algum componente curricular que abordasse a utilização de tais recursos ao ensino de química. Constatou-se que a maioria dos professores se sente capazes de utilizar os recursos audiovisuais e tecnológicos. Além disto, todos docentes questionados afirmam que estes recursos auxiliam o processo de aprendizagem da química, propiciando o desenvolvimento intelectual do aluno, valorizando o seu lado imaginário, deixando margens para a exploração de novas possibilidades de criação.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.