Artigo Anais V ENID & III ENFOPROF / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

PÓS MODERNIDADE, NEOLIBERALISMO E FORMAÇÃO DOCENTE

Palavra-chaves: RECUO DA TEORIA, FORMAÇÃO DOCENTE, PÓS-MODERNIDADE, NEOLIBERALISMO Comunicação Oral (CO) Filosofia, Educação e Ensino de Filosofia Publicado em 21 de agosto de 2015

Resumo

RESUMO: O presente trabalho discute as propostas de supressão dos conteúdos escolares do currículo e suas implicações na “sociedade do conhecimento”. Fazendo um mapeamento desta sociedade, encontramos a ideia de rede de informação. Porém, o conceito de rede traz a ideia de que é possível viver harmoniosamente, sem conflitos, pois é apenas um programa de computador. No nosso entendimento, na sociedade isso não é possível, pois esta é composta por seres humanos, que se expressam de forma singular. Nesse sentido, os conflitos se estabelecem, impossibilitando a difusão do conceito de rede. Ao conceituar esta sociedade, buscamos no pós-modernismo, de onde deriva este conceito, as bases teóricas para analisar as razões do recuo da teoria. Ao longo do trabalho, desenvolvemos as vinculações entre o pós-modernismo, o neoliberalismo e a sociedade do conhecimento. Evidenciamos por fim, as dificuldades da formação de professores com o recuo da teoria, embora estejamos na sociedade do conhecimento. As implicações do recuo da teoria no campo educacional indicam o esvaziamento da escola e a fragmentação daqueles que ali deveriam encontrar os conteúdos necessários para se desenvolverem e compreenderem este mundo, na era da velocidade e do conhecimento. Indicar a superação desta fragmentação que se expressa pela rede, é o que pretende este trabalho.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.