Artigo Anais V ENID & III ENFOPROF / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

ABORDAGEM DE QUESTÕES AMBIENTAIS NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REFLEXÕES SOBRE A PRODUÇÃO DE LIXO NA SOCIEDADE DO CONSUMO

Palavra-chaves: LIXO, MEIO AMBIENTE, EDUCAÇÃO AMBIENTAL Comunicação Oral (CO) O exercício da Pedagogia: possibilidades participativas na Educação Básica Publicado em 21 de agosto de 2015

Resumo

A nossa natureza cada dia que passa fica mais desequilibrada, várias espécies estão ameaçadas de extinção, existe uma escassez de água em vários lugares do mundo e diversos outros problemas atingem o meio ambiente, inclusive toda a produção desenfreada de lixo, afetando diretamente o ecossistema e quanto mais se consume, mais recursos naturais são explorados e lixos são jogados na natureza. O nosso objetivo é discutir de maneira crítica e reflexiva as consequências causadas pelo consumismo, fator determinante da produção de lixo que ocasiona um caos no meio ambiente. Como abordagem metodológica, utilizamos estudos bibliográficos, fazendo referência às ideias de BOFF (2011), FUMAGALLI (1998) e BRASIL (1997). Trabalhamos a partir da pesquisa qualitativa, através de um estudo de caso, no qual tivemos como campo de pesquisa a Escola Municipal Maria José de Carvalho Sousa, localizada no bairro Vila Cabral de Santa Terezinha na cidade de Campina Grande – PB. Como instrumentos de pesquisas foram utilizados técnicas de observação, o relato de experiência durante o estágio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), que está em desenvolvimento desde Fevereiro do presente ano. Portanto através da Educação Ambiental na escola, podemos mudar esta realidade obscura provocada por nossos hábitos de consumo exagerado que tem como consequência o acúmulo de lixo e a destruição do Meio Ambiente. Nesta perspectiva, o professor e a escola de maneira geral devem trabalhar conjuntamente, buscando conscientizar os alunos sobre o quanto se faz necessário cuidar do Meio Ambiente, despertando-os para o amor pelo nosso planeta.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.