Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

DESAFIOS DA PRÁTICA DOCENTE: A PERSPECTIVA DE PROFESSORES QUE LECIONAM DISCIPLINAS DIFERENTES DAS DE SUAS FORMAÇÕES

Palavra-chaves: DISTORÇÃO PROFISSIONAL, EDUCAÇÃO, MAL-ESTAR DOCENTE Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Este artigo é um estudo sobre o desvio profissional que é recorrente em nossas escolas públicas. São muitos os professores que ensinam matérias diferentes daquelas pelas quais foram formados. Devido a escassez de profissionais qualificados, professores que possuem formações em determinadas áreas do ensino, acabam por lecionar disciplinas que estão fora de sua área de formação. Esta prática, junto as más condições de trabalho que os professores enfrentam em uma escola governamental, causa o que podemos chamar de mal-estar docente. Temos como objetivo aqui, discutir através das opiniões dadas por professores da Rede Pública de Ensino do município de Casinhas-PE, quais os principais fatores que levam a esse desvio profissional, e quais os desafios e as possibilidades presentes nesse modo de ensino. Analisamos também, segundo as opiniões dos mesmos, quais as devidas providencias que poderiam ser tomadas para que possivelmente essa situação se modificasse. A metodologia utilizada em nossa pesquisa foi, além de análises bibliográficas sobre o tema, adotamos o uso do questionário, com a finalidade de nortear as percepções dos professores analisados. Como fundamentação teórica, utilizamos de abordagens realizadas por Paulo Freire (2002), Celso Wasconcellos (2012), dentre outros, além de dados disponibilizados pelo Ministério da Educação (MEC), onde afirmam que boa parte dos professores formados no Brasil, atua, ou já atuou em uma área do ensino diferente da de sua formação. Concluímos com a pesquisa que, esta atuação de professores desfocados de seu objeto de estudo, atinge seriamente as relações de ensino e aprendizagem, afetando diretamente a integridade de nossa educação.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.