Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 168
TEORIA E PRÁTICA NO PIBID: CONTRIBUIÇÕES À IDENTIDADE DOCENTE DO LICENCIANDO EM PEDAGOGIA/UFRN

Palavra-chaves: IDENTIDADE DOCENTE, TEORIA-PRÁTICA, PIBID Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Resumo

A identidade do professor é tecida ao longo de sua caminhada enquanto profissional do ensino, principalmente, durante a formação inicial, onde este poderá participar de programas formativos que contribuirão com vivências e experiências educativas que propiciarão o conhecer/aplicar dos conhecimentos basilares da profissão docente. Assim sendo, o presente trabalho, objetiva verificar nos discursos dos graduandos/bolsistas do Programa de Iniciação à Docência (PIBID)/Pedagogia/UFRN, como a articulação teoria/prática têm sido proporcionada no programa e de que maneira seu trabalho tem contribuído à formação da identidade docente. Para tanto, realizamos uma revisão da literatura com base em Pimenta (2012), Libâneo (2001) e a Portaria nº 260 de 2010. Utilizamos, ainda, um questionário semiestruturado, composto por dez questões abertas, quatro fechadas e uma de múltipla escolha que serviram de base às pesquisadoras. Na verdade, procuramos seguir uma abordagem de pesquisa de cunho qualitativo que possibilitou captar os diferentes significados dados pelos licenciandos/bolsistas sobre suas experiências vividas em seus contextos de atuação, através da aplicação de cada projeto, executados nos variados níveis de ensino. Portanto, empreende-se, que esse Programa formativo, PIBID, possibilita aos licenciandos bolsistas à apreensão de saberes basilares referentes à docência, que são decisivos para torná-los professores. O PIBID, proporciona situações nas quais o licenciando pôde construir um saber-fazer, um jeito de ser professor. Ainda, facultou ao licenciando a formação da identidade profissional docente, uma vez que, o levou a estudar, planejar, interagir com outros grupos do contexto escolar. Por conseguinte, conduziu ao aperfeiçoamento profissional na aquisição dos saberes constituintes da formação docente, como bem coloca Tardif (2005).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.