Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 44
PARA PENSAR O ENSINO DE FILOSOFIA

Palavra-chaves: CURRÍCULO, ENSINO, FILOSOFIA Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL

Resumo

Temos consciência de que a educação passou e ainda passa por momentos de altas e baixas. Porém, devemos perceber que cada unidade escolar tem sua própria história e seu modo de existir, articulando junto com as pessoas que contribuem para o seu desenvolvimento. Sabemos que o cotidiano escolar exerce papéis diferentes, possibilitando a integração do corpo discente a um contexto mais amplo. Afinal, estes discentes não estão distantes ou à margem de sua realidade. Ao contrário, são reais e concretos e é nisso que a escola traz para dentro de si: a realidade de cada indivíduo seja ele professor ou aluno. Desse modo, é no cotidiano de sala de aula que os discentes desenvolvem sua compreensão de mundo. Quando voltamos o nosso olhar para pensar às aulas de filosofia se faz necessário perceber o que ela seria para poder posteriormente partir para o seu ensino. É no cotidiano escolar que são encontrados questionamentos sobre o ensino de filosofia. De um lado, ela é usada como “salvadora” na formação do estudante, mas por outro lado, é desprezada como disciplina. É como se o ensino de filosofia estivesse ameaçado de ser apenas uma disciplina optativa ou novamente ser retirada do currículo, como ocorreu na década de 1960. Diante do exposto, este trabalho intitulado Para pensar o ensino de filosofia pretende refletir sobre pontos que envolvem o currículo, métodos e metodologias que compõem as aulas de filosofia no nível médio de ensino. Para isso, buscaram-se para fundamentar este trabalho alguns teóricos, a saber: Silvio Gallo (2012), Ronai Pires da Rocha (2008), Cipriano Luckesi (2012). No mais, esta temática é de suma importância no que se refere ao ensino de filosofia. Ou seja, faz uma reflexão sobre as aulas de filosofia no nível médio abarcando elementos encontrados no processo educacional cabível ao professor dessa disciplina e os possíveis instrumentos para melhor desenvolvimento dês suas aulas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.