Artigo Anais I WIASB

ANAIS de Evento

ISSN: 2319-0248

Visualizações: 75
A INFLUÊNCIA DA AGRICULTURA IRRIGADA PARA O AUMENTO DA UMIDADE EM ÁREAS SEMIÁRIDAS

Palavra-chaves: IRRIGAÇÃO, SENSORIAMENTO REMOTO, VEGETAÇÃO, UMIDADE, UMIDADE Pôster (PO) Políticas públicas para promover a convivência com as secas

Resumo

O semiárido brasileiro apresenta características peculiares no que se refere a disponibilidade de água e seus efeitos sobre a vegetação nativa e/ou culturas irrigadas. Localizado em uma área propícia as altas temperaturas e consequentemente a evapotranspiração, vem sendo implementado no semiárido o processo de açudagem e o emprego de novas tecnologias através dos perímetros irrigados, ocasionando um intenso desenvolvimento da agricultura irrigada, mesmo com a presença mais frequente de secas e escassez de chuvas. Para quantificar a quantidade de água presente em culturas irrigadas vem sendo amplamente utilizadas técnicas de sensoriamento remoto. É uma técnica que permite o monitoramento dos recursos terrestres podendo fornecer parâmetros espectrais da vegetação e sua variação ao longo do tempo. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho é verificar a disponibilidade hídrica presente no perímetro irrigado durante o período seco, comparando com as áreas que não apresentam irrigação no município de Ibimirim-PE, localizado na mesorregião do sertão pernambucano utilizando técnicas de sensoriamento remoto. Para tal foi calculado o Índice de Umidade (NDWI - Normalized Difference Water Index) através de equações disponíveis no algoritmo SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land), tendo como base imagens do satélite Landsat 5 sensor TM, com passagem nos dias 03 de setembro de 1989 e 29 de setembro de 2010. Após a realização do índice foram escolhidos 10 pontos aleatórios, 5 no peerímetro irrigado e 5 em outras áreas, em seguida foi desenvolvido um gráfico no excel para melhor comparação dos dados de sensoriamento remoto com a climatologia do local. Foram adquiridos dados de precipitação e temperatura para os anos em estudo através do portal do AGRITEMPO (Sistema de Monitoramento Agrometeorológico) tendo como fonte a estação IBIMIRIM-PCD (Lamepe/ITEP). Os resultados demonstram que as áreas irrigadas e de maior altitude apresentam valores maiores para o índice de umidade e que ao longo do tempo em estudo houve aumento de extensão no perímetro irrigado além de ser utilizada novas tecnologias de irrigação, demonstrando dessa fora a influência da agricultura irrigada para o aumento da umidade em áreas semiáridas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.